sicnot

Perfil

Desporto

Nadia Petrova abandona o ténis profissional devido a lesão crónica numa anca

© USA Today Sports / Reuters

A russa Nadia Petrova, que chegou a ser terceira do "ranking" mundial e que estava afastada dos "courts" desde março de 2014, anunciou esta quinta-feira que abandona definitivamente o ténis.

Profissional desde setembro de 1999, Petrova, que conquistou 14 troféus em singulares e 24 em pares, decidiu 'arrumar as raquetas' devido a uma lesão crónica numa anca.

"Decidi virar uma página, depois de uma longa carreira, com altos e baixos", escreveu Petrova numa carta publicada pela Associação das Tenistas Profissionais (WTA).

Para além dos problemas físicos, a carreira de Petrova ficou também marcada pela morte da mãe, em 2013.

"Quando perdi a minha mãe, fiquei emocionalmente em baixo. Mesmo nos momentos em que consegui jogar, a lesão na anca condicionou-me durante parte significativa do ano (de 2013). Preferi dar um tempo para recuperar física e emocionalmente", explicou Petrova.

Em janeiro de 2014, a russa voltou à competição, mas a experiência durou poucos meses, por se sentir "inútil".

"Foi doloroso, porque me sentia inútil. A jogadora que cheguei a ser não estava ali", lamentou.

Agora, Petrova quer dedicar-se a ações de beneficência, prometendo nunca ficar longe dos "courts": "O meu coração estará sempre lá".

Lusa

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.