sicnot

Perfil

Desporto

Deslocação do Sporting a Chaves obriga a cortes de trânsito em várias ruas

MANUEL DE ALMEIDA / Lusa

O encontro Desportivo de Chaves-Sporting, da 17.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, vai obrigar ao corte de trânsito em várias ruas adjacentes ao estádio municipal, adiantou esta sexta-feira a Polícia de Segurança Pública de Chaves.

Em comunicado, esta força policial aconselha os automobilistas a acatarem, "com total disponibilidade", as suas ordens e a serem um "órgão facilitador" para não comprometerem a sua segurança.

Outras das recomendações que é dada aos cidadãos é que cheguem com antecedência ao estádio para evitar aglomerados de última hora, estando a abertura de portas marcada para duas horas antes do jogo, assim como estacionar nos parques da cidade e não na envolvente do municipal.

Evitar levar mochilas, malas ou sacos, não chegarem alcoolizados, não terem comportamentos violentos e não levarem armas, engenhos explosivos, correntes de metal, bebidas em garrafas, peças de frutas ou capacetes são outros dos conselhos.

"Verifiquem os bilhetes e desloquem-se à porta indicada", salientou ainda esta força policial.

E acrescentou: "o dispositivo policial implementado é o adequado para garantir toda a segurança e comodidade aos adeptos que se desloquem ao estádio".

O Desportivo de Chaves, na sétima posição, com 23 pontos, recebe o Sporting, na quarta, com 33, no sábado, pelas 18:15, para a 17.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, com arbitragem de Nuno Almeida, da associação do Algarve.

Na terça-feira, os dois clubes voltam a defrontar-se em Trás-os-Montes para os quartos-de-final da Taça de Portugal.

Lusa

  • Alemães protestam contra a Extrema-Direita
    0:39
  • Incêndio urbano em Coimbra deixa cinco pessoas desalojadas

    País

    Um incêndio numa habitação na cidade de Coimbra deixou este domingo cinco pessoas desalojadas, disse à agência Lusa fonte dos Bombeiros Sapadores. Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Coimbra adiantou que o fogo destruiu uma parte substancial de um edifício de três andares em frente à sede da Associação Académica de Coimbra, na rua Padre António Vieira.