sicnot

Perfil

Desporto

Treinador do Torino multado em 2 mil euros por pontapear cartaz de publicidade

Luca Bruno

A Liga italiana de futebol multou esta terça-feira em 2.000 euros o treinador do Torino, o sérvio Sinisa Mihajlovic, por ter pontapeado um cartaz de publicidade, que servia de fundo na zona das entrevistas rápidas.

O incidente aconteceu na segunda-feira, após o empate a duas bolas entre Torino e AC Milan, num encontro da 20.ª jornada da Serie A, em que a formação de Turim chegou ao intervalo com uma vantagem de dois golos.

Antes de entrar no balneário, Mihajlovic deu um violento pontapé no cartaz, que ficou desfeito, acabando parte do mesmo por atingir num olho um dos membros da segurança do estádio.

Na conferência de imprensa após o encontro, o técnico sérvio admitiu que estava "furioso" com o resultado e acusou a sua equipa de ter deixado de jogar à bola quando chegou ao 2-0.A Liga italiana advertiu Mihajlovic e obrigou o treinador do Torino a pagar uma multa de 2.000 euros.

Lusa

  • Milan empata 2-2 com o Torino

    Desporto

    O AC Milan esteve perto da alcançar a reviravolta frente ao Torino, mas acabou por empatar 2-2 na visita ao nono classificado da Liga italiana de futebol, em encontro da 20.ª jornada.

  • Confirmados dois novos casos de legionella

    Legionella

    Dois novos casos de legionella foram esta quarta-feira confirmados. A informação foi avançada em comunicado pela Direção-Geral da Saúde. Tratam-se de duas pessoas com mais de 80 anos, internadas no Hospital São Francisco Xavier e no Egas Moniz, ambas em situação clínica estável.

  • Quem é o novo Presidente do Zimbabué?
    2:15

    Mundo

    Emmerson Mnangagwa é o sucessor de Robert Mugabe que regressou esta quarta-feira da África do Sul, onde estava refugiado. No primeiro discurso, o Presidente do Zimbabué falou de uma nova democracia no país. Mnangagwa, conhecido como crocodilo, é suspeito de atrocidades na guerra civil pós-independência. 

  • Diminuem as hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino
    3:09

    Mundo

    As hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino, desaparecido há 8 dias, começaram a diminuir, uma vez que o chamado "tempo de segurança" já foi ultrapassado. A Marinha portuguesa está a acompanhar o caso do submarino que está desaparecido há oito dias. As hipóteses de salvar os tripulantes vão diminuindo.

  • Comprar um carro em segunda mão sem ser enganado 
    8:44
  • O que aprendemos com secas anteriores?
    32:50