sicnot

Perfil

Desporto

Bryan Ruiz eleito melhor jogador da CONCACAF

© Rafael Marchante / Reuters

O costa-riquenho Bryan Ruiz, jogador do Sporting, foi eleito o melhor futebolista do ano de 2016 da Confederação de Futebol da América do Norte (CONCACAF), anunciou esta quarta-feira o organismo na sua conta oficial da rede social Twitter.

Ruiz, de 31 anos, conquistou o troféu pela primeira vez na sua carreira e sucedeu ao avançado mexicano Javier Hernández, vencedor em 2015 e que também estava na corrida.

Na eleição, o capitão da Costa Rica e avançado do Sporting ficou à frente de nomes como Christian Bolaños (Vancouver Whitecaps) e Keylor Navas (Real Madrid), seus compatriotas, dos norte-americanos Christian Pulisic (Borussia Dortmund) e Clint Dempsey (Seattle Sounders) e do mexicano Hirving Lozano (Pachuca.
Bryan Ruiz ingressou no emblema de Alvalade em 2015/16, tendo ajudado à conquista da Supertaça, e cumpre atualmente a sua segunda temporada sob o comando do técnico Jorge Jesus.

O também costa-riquenho Keylor Navas foi eleito melhor guarda-redes e Óscar Ramirez, selecionador da Costa Rica, melhor treinador.

No futebol feminino, a norte-americana Alex Morgan venceu o prémio de melhor jogadora e a sua compatriota Ashlyn Harris foi considerada a melhor guarda-redes. Amélia Valverde, selecionadora da Costa Rica, foi nomeada melhor treinadora.

Lusa

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.