sicnot

Perfil

Desporto

Manchester United contrata responsável para luta contra ameaça terrorista

© Reuters Staff / Reuters

O Manchester United tornou-se no primeiro clube de futebol inglês a contratar um responsável para lutar contra a ameaça terrorista.

Segundo revela a cadeia de televisão BBC, o chefe de operações será um antigo inspetor da unidade especial de investigação da polícia de Manchester.

O clube treinado por José Mourinho reforçou recentemente as medidas de segurança nos dias dos jogos em Old Trafford, entre elas a inspeção dos veículos que ficam no parque do estádio e exames mais rigorosos aos adeptos à entrada para o recinto.

Em maio, o jogo com o Bournemouth foi suspenso e adiado devido ao facto de ter sido encontrado um pacote suspeito nas instalações sanitárias do estádio, sendo um telemóvel ligado a cabos que tinha sido esquecido durante um simulacro.

Em novembro, dois adeptos esconderam-se e dormiram nas casas de banho de Old Trafford depois de uma visita guiada: desejavam assistir gratuitamente a um jogo, mas foram descobertos horas antes.

A polícia acabou por libertá-los por entender que nenhum dos dois era ameaça à segurança do recinto, já que passaram pelo controlo de metais.

Lusa

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    2:24
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.