sicnot

Perfil

Desporto

Telma Monteiro operada ao ombro esquerdo, recuperação pode chegar a seis meses

© Kai Pfaffenbach / Reuters

Telma Monteiro, a judoca portuguesa mais medalhada de sempre, foi esta quinta-feira submetida a uma intervenção cirúrgica ao ombro esquerdo, estando prevista uma paragem de até seis meses, informou esta quitna-feira o Benfica.

"Após uma intervenção mais convencional, os responsáveis clínicos que têm seguido a situação da atleta decidiram avançar para a artroscopia ao ombro lesionado no decorrer do combate que levou Telma Monteiro a conquistar a medalha de bronze no Rio2016", pode ler-se em comunicado.

O clube da Luz adianta que a operação "foi bem sucedida" e que Telma Monteiro "estará fora dos tatamis por um período que poderá chegar a seis meses".

A judoca portuguesa conquistou a medalha de bronze na categoria de -57kg dos Jogos Olímpicos Rio2016, ao bater a romena Corina Caprioriu por yuko, selando a 24.ª medalha do deporto português em Jogos Olímpicos.

Telma Monteiro já tinha sido operada em fevereiro do ano passado ao ligamento lateral interno do joelho esquerdo, tendo cumprido uma paragem de três meses.

Lusa

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57
  • Jane Goodall iniciou palestra com sons semelhantes aos dos chimpanzés
    2:18

    País

    A investigadora Jane Goodall esteve esta quinta-feira em Lisboa para participar numa conferência da National Geographic. A primatóloga começou o seu discurso com sons semelhantes aos dos chimpanzés. Numa entrevista à SIC, Goodall falou sobre os chimpanzés e sobre o trabalho que continua a desenvolver em todo o mundo, em prol do ambiente, dos animais e das pessoas. 

  • NATO vai aumentar luta contra o terrorismo

    Mundo

    O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, disse que os aliados da NATO concordaram esta quinta-feira em aumentar a luta contra o terrorismo e em "investir mais e melhor" na Aliança.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.