sicnot

Perfil

Desporto

José Fonte assina pelo West Ham

Twitter West Ham

O defesa internacional português José Fonte assinou contrato por duas temporadas e meia, com outra de opção, com o West Ham, anunciou esta sexta-feira o clube de futebol inglês no Twitter.

O West Ham pagou oito milhões de libras, cerca de 9,245 milhões de euros, pelo passe do central português ao Southampton.

"Assinei pelo West Ham, porque é um grande clube. Têm muitos adeptos e sei desde há vários anos o quão apaixonados são. O treinador também foi uma grande influência. Senti que eles realmente me queriam e que ele me vendeu o projeto e ambição do clube", disse Fonte, que soma 154 jogos e sete golos na Premier League, ao site do clube inglês.

No início de janeiro, Fonte, campeão europeu em França com a seleção portuguesa, recusou uma melhoria no seu contrato proposta pelo Southampton e solicitou ao clube da I Liga que o deixasse sair.

O contrato em vigor entre o internacional português, de 33 anos, e o Southampton foi assinado em outubro de 2015 e era válido até julho de 2018.

Lusa

  • Mário Centeno lidera hoje a primeira reunião do Eurogrupo
    1:56
  • Eleição de Rio "embaraça" PCP e BE
    0:34

    Opinião

    Luís Marques Mendes considera que a eleição de Rui Rio veio criar embaraço ao PCP e Bloco de Esquerda. O comentador da SIC considera que a promessa de que venha a haver pactos de regime entre PS e PSD é motivo de preocupação para os parceiros do Governo.

  • Quem são os arguidos da operação Fizz
    2:29

    País

    É já considerado o julgamento do ano da justiça portuguesa e o caso que está a abalar as relações entre Portugal e Angola. O processo da operação Fizz tem quatro arguidos, mas um deles, já é certo, não irá sentar-se esta segunda-feira no banco dos réus.

  • Que shutdown é este que paralisou os EUA?
    2:27
  • Casal que mantinha filhos acorrentados queria participar num reality show
    3:15
  • Quase 100 atletas testemunharam contra médico Larry Nassar
    1:38

    Desporto

    Quase 100 atletas e antigas ginastas da seleção dos Estados Unidos da América confrontaram esta semana, em tribunal, o médico Larry Nassar, acusado de assédio sexual. Em dezembro, o clínico foi condenado a 60 anos de prisão por um tribunal do Michigan, por posse de pornografia infantil.