sicnot

Perfil

Desporto

Madeira Rodrigues diz que vai despedir Jesus caso seja eleito no Sporting

Pedro Madeira Rodrigues

MANUEL DE ALMEIDA

Pedro Madeira Rodrigues, candidato a presidente do Sporting, revelou esta sexta-feira que, caso seja eleito, Jorge Jesus deixará de ser treinador do clube devido a ter integrado a comissão de honra da candidatura de Bruno de Carvalho.

"Ele (Jorge Jesus) escolheu um lado e isso tem consequências. A consequência imediata é que ele não será o meu treinador quando eu tomar posse a 04 de março", afirmou Madeira Rodrigues, numa conferência de imprensa que se realizou na sua sede de candidatura, em Lisboa.

O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, anunciou hoje que Jesus vai integrar a Comissão de Honra da sua recandidatura a novo mandato.

"Tenho o privilégio e o orgulho de poder contar na minha Comissão de Honra com o treinador Jorge Jesus", escreveu Bruno de Carvalho na sua página no Facebook.

Além de descartar Jesus, Madeira Rodrigues adiantou que irá apresentar uma solução para treinador do Sporting até 04 de março, dia em que se realizam as eleições para os órgãos sociais do clube lisboeta.

Bruno de Carvalho, presidente do clube desde 2013, e Pedro Madeira Rodrigues são, até ao momento, os candidatos anunciados à liderança do emblema "leonino".

Há quase quatro anos, Bruno de Carvalho venceu as eleições com 53,36% dos votos, impondo-se a José Couceiro, que obteve 45,35% e a Carlos Severino, que conseguiu 1,02%.

Lusa

  • Sete dos 23 arguidos do caso da Academia de Alcochete já têm cadastro
    1:59

    Crise no Sporting

    Sete dos 23 arguidos do caso da Academia de Alcochete já foram condenados por 22 crimes que cometeram no passado, mas nunca nenhum deles cumpriu pena de prisão ou prisão domiciliária. O juiz decretou a prisão preventiva na sequência das agressões à equipa do Sporting por entender que se tratou de um comportamento chocante, terrorista e a perversão do espírito desportivo.

  • Está a pensar ir à praia? Não se esqueça do guarda-chuva
    0:43
  • Abate de animais nos canis proibido a partir de setembro
    1:35

    País

    O abate de animais nos canis passa a ser proibido a partir de setembro. Só em 2017, foram mortos cerca de 12 mil cães e gatos, uma média de um abate por hora. O Governo lançou um programa de incentivos financeiros de um milhão de euros, que ainda está a decorrer.

  • Cabazes solidários oferecidos pelo Governo encontrados no lixo
    0:57
  • Colheita da cereja já arrancou no Fundão
    1:54

    País

    A colheita das primeiras cerejas da época já começou no Fundão. A campanha atrasou um mês em relação a anos anteriores, por causa do inverno que se prolongou, mas os produtores garantem que o fruto é de qualidade.