sicnot

Perfil

Desporto

Morreu espetador envolvido em acidente no Rali de Monte Carlo

Nikos Mitsouras

O espetador que tinha sofrido um ataque cardíaco na sequência do acidente do neozelandês Hayden Paddon no Rali de Monte Carlo acabou por falecer, anunciou na quinta-feira a organização.

"O WRC gostaria de expressar sinceras condolências à família e aos amigos da vítima do trágico acidente no Rali de Monte Carlo", começa por referir o comunicado do World Rally Championship.

Na mesma nota, o WRC explicou que o espetador em causa "foi transportado de helicóptero para o hospital e, apesar de todos os esforços da equipa médica, o espectador acabou por falecer".

"Está em curso uma investigação sobre o incidente e as partes envolvidas prestarão todos os esclarecimentos às autoridades", refere ainda o WRC.

A organização do rali explicou que o espetador estava a tirar fotografias quando o Hyundai de Hayden Paddon se despistou e ficou em estado grave em consequência do acidente, que aconteceu numa estrada com gelo.

Em memória deste espetador, a Huynday decidiu "retirar do rali o carro envolvido no acidente".O espetador, um espanhol de 50 anos, foi imediatamente transportado para o hospital Pasteur de Nice.

Devido a este incidente, a primeira especial do Rali de Monte Carlo, primeira prova do Mundial de ralis, foi anulada pela organização.

Terceiro piloto a iniciar a especial, o neozelandês perdeu o controlo do seu Hyundai, que capotou à entrada de uma curva no último terço da especial entre Entrevaux e Ubraye e acabou imobilizado no meio da estrada.

As imagens televisivas mostraram Paddon e o seu copiloto John Kennard a sair do carro, aparentemente ilesos.

Lusa

  • A rã que brilha no escuro
    2:08
  • Indonésio encontrado dentro de cobra pitão

    Mundo

    Akbar Salubiro, de 25 anos, esteve perto de 24 horas desaparecido na remota ilha indonésia de Sulawesi. Acabou por ser encontrado um dia depois, no jardim da própria casa, dentro de uma pitão de 7 metros.