sicnot

Perfil

Desporto

Vice-primeiro-ministro russo diz que sexo pode distorcer testes de doping

© Sergei Karpukhin / Reuters

O vice-primeiro-ministro da Rússia e ex-ministro do Desporto, Vitaly Mutko, figura central do escândalo de doping no país, defendeu na quinta-feira que as relações sexuais dos atletas podem causar distorções nos resultados dos testes antidoping.

Vitaly Mutko, que foi promovido de ministro de Desporto a vice-primeiro-ministro, apesar da controvérsia em torno do escândalo de doping generalizado na Rússia, disse que o "ADN masculino" persiste em atletas por dias depois de terem relações sexuais.


Em declarações ao sítio Desporto-Express, na quinta-feira à noite, Vitaly Mutko disse que os russos são injustamente punidos e defendeu as mulheres atletas que falharam os testes.


"Um atleta pode beijar alguém que tenha tomado uma droga. Um atleta estrangeiro é reintegrado com base nisto, enquanto um russo é injustamente punido", acrescentou o governante russo.


Vitaly Mutko disse ainda que se uma atleta tiver relações sexuais cinco dias antes de fazer o teste antidoping, este poderá revelar resíduos de ADN masculino e distorcer o resultado.


Estas declarações surgem após a publicação em dezembro de 2016 do relatório do advogado canadiano Richard McLaren, que refere que o governo russo organizou um programa de doping durante os Jogos Olímpicos de Inverno de 2014, em Sochi.


Entre outras irregularidades detetadas, o relatório refere que duas jogadoras de hóquei no gelo apresentaram amostras com ADN masculino.
Mutko contraria ainda o relatório de Richard McLaren dizendo que ele não prova doping patrocinado pelo estado, uma vez que se baseia apenas em declarações de um homem, referindo-se ao ex-diretor do laboratório de doping de Moscovo, Grigory Rodchenkov.


A imagem da Rússia no desporto mundial foi severamente manchada pelo escândalo que viu a equipa de atletismo do país e toda a equipa paralímpica excluída dos Jogos do Rio2016.


Moscovo tem negado insistentemente qualquer esquema do governo para enganar na luta pelas medalhas. A Rússia permanece proibida de participar em provas internacionais de atletismo e a Agência Mundial Antidoping diz que o país tem ainda um longo caminho pela frente.


Lusa

  • Atentado "falhado" em Nova Iorque
    1:43

    Mundo

    Uma explosão numa das zonas mais movimentadas de Manhattan fez quatro feridos, esta segunda-feira. Entre eles está o homem que transportava o engenho e que foi entretanto detido.

  • A brincadeira de um youtuber que podia ter acabado mal

    Mundo

    Um jovem youtuber inglês enfiou a cabeça num saco de plástico, prendeu-a na parte interna de um microondas e encheu depois o eletrodoméstico com cimento. A brincadeira, que podia ter acabado de forma trágica, deixou o jovem completamente preso e obrigou à intervenção dos serviços de emergência.

    SIC

  • "Popeye" russo pode ter que amputar braços

    Mundo

    Um jovem russo injetou um óleo no corpo para conseguir ter músculos, mais propriamente nos seus braços, que já cresceram cerca de 25 centímetros. Contudo, segundo um médico, o procedimento pode levar à necessidade de amputação, deixando o jovem sem os membros.

  • 10 Minutos com Leonor Beleza
    10:27

    10 Minutos

    A nossa convidada desta segunda-feira ainda é conhecida por ter sido ministra da Saúde e pelo seu trabalho à frente da Fundação Champalimaud. Mas desta vez vamos falar com Leonor Beleza sobre os 40 anos da revisão do Código Civil, em que esteve envolvida.

    Entrevista completa