sicnot

Perfil

Desporto

Isinbayeva critica "delatores" que acusam atletas russos de se doparem

© Sergei Karpukhin / Reuters

Yelena Isinbayeva, duas vezes campeã olímpica do salto com vara, criticou esta terça-feira os atletas que participaram no novo documentário emitido pela televisão alemã, que denuncia a existência de um sistema de dopagem com apoio estatal no desporto russo.

"Por que motivo os delatores não contactam as autoridades em vez de filmarem material com uma câmara oculta para depois venderem as imagens? Por que não se dirigem ao Ministério do Desporto ou à agência antidopagem para denunciar as violações [ao código antidopagem] ?", escreveu a recordista mundial do salto com vara na sua conta no Instagram.

Isinbayeva, que preside ao conselho de supervisão da Agência Antidopagem da Rússia (RUSADA), questiona ainda o porquê de o desporto russo enfrentar novamente "acusações coletivas" sobre a sua limpeza, "sem qualquer prova".

"Estou contra a dopagem, contra aquelas pessoas que violam as regras antidopagem, mas também estou contra aqueles que sem provas ou motivo (...) põem em causa a existência de um desporto limpo e de desportistas limpos na Rússia", acrescentou.

A russa criticou ainda o facto de desportistas honestos serem denegridos "exatamente por aqueles atletas que fracassaram no desporto" e que pretendem ganhar dinheiro com denúncias infundadas.

Isinbayeva, que se viu privada de luta pela sua quarta medalha olímpica no Rio2016 (foi campeã olímpica em Atenas2004 e Pequim2008 e bronze em Londres2012) devido à exclusão da totalidade da equipa de atletismo dos Jogos Olímpicos, recordou que ela nunca recorreu a autorizações de uso terapêutico, ao contrário do que aconteceu com outros atletas 'ocidentais'.

"Para nós, a nossa saúde e a nossa reputação são mais importantes do que 'medalhas sujas'", concluiu.

No novo documentário, emitido pela televisão alemã no domingo, o desconhecido meio-fundista russo Andréi Dmitriev denuncia que muitos treinadores suspensos por estarem implicados no sistema de dopagem continuam a trabalhar secretamente com a federação russa.

Dmitriev revela ainda que entre 70 a 80 por cento dos atletas russos consomem substâncias proibidas.

A Associação Internacional de Federações de Atletismo (IAAF) prorrogou a 01 de dezembro a suspensão da federação russa por conivência com a dopagem, abrindo, no entanto, uma exceção para que os atletas russos possam competir como neutros.

Lusa

  • "Almaraz: Uma bomba-relógio aqui ao lado"
    1:56
  • S. João do Porto sem balões
    2:36

    País

    No Porto, milhares de pessoas foram para a rua festejar o São João. Este ano houve tolerância zero no lançamento de balões, por causa do risco de incêndio. O fogo de artifício começou com mais de 15 minutos de atraso.

  • Mais de 100 detidos pela PSP e GNR nas últimas 24 horas

    País

    Só a GNR deteve 64 pessoas em flagrante delito, entre a noite de sexta-feira e o início da manhã deste sábado, a maioria das quais (47) por condução sob o efeito do álcool. A PSP de Lisboa efetuou 41 detenções em 24 horas, dez por tráfico de droga.

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.