sicnot

Perfil

Desporto

Negociações para renovação de contrato de Messi com Barcelona "estão a correr bem"

© Vincent West / Reuters

As negociações para a renovação de contrato do futebolista argentino Lionel Messi com o FC Barcelona "estão a correr bem", disse esta terça-feira o diretor desportivo do clube, Robert Fernandez.

"Existem muitos rumores e pessoas que querem "envenenar" a situação, mas temos estado a trabalhar nisto há muito tempo e estamos calmos", disse o dirigente à rádio espanhola Rac1.

Os processos de renovação do espanhol Iniesta, o croata Rakitic e o alemão Ter Stegen também têm tido progressos, adiantou Fernandez, que está "convencido de que os quatro vão continuar a carreira no clube".

Messi, de 29 anos, tem sido o tema de muita especulação em torno do futuro desportivo, mas o presidente dos "blaugrana", Josep Bartomeu, explicou que o clube "pretende que o melhor jogador da história do futebol fique".

"Joga aqui e tem de se retirar aqui. No que toca ao Leo, faremos o trabalho e os esforços necessários", acrescentou.

O internacional argentino, cinco vezes considerado o melhor jogador do mundo, jogou em mais de 500 jogos e marcou mais de 450 golos pelo clube, onde é colega do português André Gomes.

Pelo FC Barcelona, o único clube que representou, o capitão da Argentina venceu a liga espanhola por oito vezes e a Liga dos Campeões em quatro ocasiões.

Lusa

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.