sicnot

Perfil

Desporto

Ryan Mason com "excelente progresso" após operação a fratura no crânio

© Reuters Staff / Reuters

O futebolista Ryan Mason, do Hull City, tem tido um excelente progresso, depois de ter fraturado o crânio frente ao Chelsea, anunciou esta terça-feira o clube da Liga inglesa, treinado pelo português Marco Silva.

"O clube pode confirmar que Ryan Mason continua a fazer um grande progresso, depois de ter sofrido uma fratura do crânio no jogo de domingo contra o Chelsea", lê-se numa nota na página oficial dos "tigers".

De acordo com o clube, o jogador vai continuar a ser monitorizado pelo corpo clínico do hospital e pela equipa médica do Hull City, clube que não fará mais atualizações enquanto não existirem alterações ao estado clínico do futebolista.

O médio do Hull foi transportado para o hospital St. Mary na sequência de um choque com o defesa do Chelsea Gary Cahill, durante a primeira parte do encontro que terminou com a vitória do líder do campeonato, por 2-0.

Após o incidente, o clube deu conta da intervenção cirúrgica ao jogador e da sua condição estabilizada.

Lusa

  • Autarca garante que não houve "touros de fogo"

    País

    O presidente da Câmara de Benavente disse esta segunda-feira à Lusa que a atividade "touros de fogo" foi retirada do programa da Festa da Amizade depois de recebido um parecer desfavorável da Direção-Geral de Veterinária.

  • Presidente do Brasil formalmente acusado de corrupção

    Mundo

    O Procurador-Geral da República do Brasil apresentou na noite de segunda-feira ao Supremo Tribunal Federal uma denúncia contra o Presidente Michel Temer e o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) pelo crime de corrupção passiva.

  • Reconquista de Mossul ao Daesh pode estar para breve
    1:27
  • Homem fala ao telefone com o filho que pensava estar morto

    Mundo

    Um norte-americano que tinha estado presente no funeral do filho recebeu, 11 dias depois, uma chamada telefónica de um homem que o pôs em contacto... com o filho que havia enterrado semana e meia antes. Tudo por causa de um erro do gabinete de medicina legal.