sicnot

Perfil

Desporto

Real Madrid eliminado da Taça do Rei

O Real Madrid registou esta quarta-feira o primeiro insucesso do ano, ao ser afastado da Taça do Rei de Espanha em futebol pelo Celta de Vigo, não conseguindo melhor que um empate 2-2 no estádio dos Balaídos.

Cristiano Ronaldo voltou aos golos de livre direto, mas isso não chegou para anular a vantagem galega da primeira mão (2-1), pelo que a equipa treinada pelo argentino Manuel Berizzo avança para as meias-finais, com um agregado de 4-3 em golos.

Nas meias-finais já estava o Alavés e hoje juntaram-se ainda o Celta e o Atlético de Madrid, que empatou 2-2 no campo do Eibar, mais do que suficiente para manter o avanço de 3-0 do primeiro jogo.

O quarto semifinalista só será conhecido na quinta-feira, após o FC Barcelona-Real Sociedad (vantagem de 1-0 para os catalães).

Em Vigo, o Real Madrid apresentou-se sem alguns jogadores essenciais, como Pepe, Bale, James, Varane, Modric e Carvajal, sabendo que tinha de marcar pelo menos dois golos para se apurar.

Zidane decidiu arriscar e optou por uma defesa de três elementos apenas, o que não funcionou em termos ofensivos e, por outro lado, abriu muitas 'brechas' na defesa.Mais uma vez, os 'merengues' podem queixar-se de algum azar, já que o primeiro dos golos do Celta é um autogolo, com o corte infeliz de Danilo, aos 44 minutos.

Cristiano Ronaldo, que atirara ao poste aos 26, relançou as esperanças do Real aos 62 minutos. Ainda havia cerca de meia hora de jogo e mais um golo forçava o prolongamento.

O Real Madrid manteve o ascendente no jogo e até teve ocasiões para se adiantar, só que 'abrindo' muito o caminho para o contra-ataque adversário, vindo a sofrer o 2-1 aos 85 minutos, pelo dinamarquês Daniel Wass.

A equipa da casa sofreu depois um susto ao 90 minutos, com o cabeceamento de Lucas Vazquez para o empate.

Mas, no tempo de descontos, não se registaram mais alterações.

Em Eibar, bastou ao Atlético de Madrid acelerar um pouco na segunda parte para manter o seu adversário a distância considerável. Gimenez, aos 49, e Juanfran, aos 85, marcaram pelo Atlético, enquanto que pelo Eibar - hoje com o português Bebé na equipa - apontaram os golos Enrich, aos 73, e Pedre Léon, aos 80.

Lusa