sicnot

Perfil

Desporto

Capitão da seleção mexicana Rafael Marquez ironiza com muro de Donald Trump

© Paul Hanna / Reuters

O emblemático capitão da seleção mexicana de futebol, Rafael Marquez, reagiu esta quinta-feira com ironia ao muro projetado por Donald Trump com um tweet de um vídeo em que marca um livre a fazer passar a bola sobre uma barreira de jogadores.

"Nenhum muro nos pode parar se acreditarmos em nós mesmos", escreveu o defesa, de 37 anos, na rede social Twitter, fazendo acompanhar o comentário de um vídeo com a marcação de um livre, uma das suas imagens de marca no FC Barcelona (2003/2010).

O novo presidente dos Estados Unidos assinou na quarta-feira um decreto em que lança a construção de um muro na fronteira com o México, como forma de conter a imigração ilegal, dando seguimento a uma das suas mais polémicas promessas eleitorais.

Rafa Marquez, também conhecido pelo Kaiser de Michoacán, referência à sua região de origem, que passou, além do FC Barcelona, pelo Mónaco (1999-2003) e pelos New York Red Bulls (2010-2012), representa atualmente o Atlas de Guadalajara.

Do palmarés da Rafa Marquez fazem parte 137 presenças na seleção principal mexicana, com a qual disputou quatro edições do Mundial.

Lusa

  • Autárquicas: Ao 2º dia, "Atrás das Câmaras" em Fátima
    1:44
  • Pistolas Nerf podem causar graves lesões nos olhos

    Mundo

    As balas das pistolas Nerf, quando atingem os olhos, podem causar graves lesões. O aviso é de um grupo de médicos de Londres, que recomenda a utilização de óculos protetores e o aumento da idade mínima para a utilização dos brinquedos.

    SIC

  • Investigadores descobrem como transformar gordura "má" em gordura "boa"

    Mundo

    Uma equipa de investigadores da Universidade de Washington, Estados Unidos, descobriu como converter a gordura corporal "má" em gordura "boa", permitindo queimar mais calorias e atrasar o aumento de peso, num estudo conduzido em ratos. Estes resultados abrem caminho para a possibilidade de desenvolver tratamentos mais eficazes para a obesidade e para a diabetes associada ao aumento de peso em pessoas, segundo os autores.