sicnot

Perfil

Desporto

Wenger punido com quatro jogos por insultar e desobedecer ao quarto árbitro

© Reuters Staff / Reuters

O treinador francês Arsene Wenger foi esta sexta-feira castigado com quatro jogos de suspensão por má conduta no incidente que motivou a sua expulsão na vitória de domingo do Arsenal frente ao Burnley, na Liga inglesa de futebol.

"Aos 90+2 minutos, usou linguagem abusiva/insultuosa para com o quarto árbitro. Foi alegado ainda que, após a sua expulsão da área técnica, o seu comportamento em permanecer na área do túnel e promover contato físico com o quarto oficial equivalia a conduta imprópria", explica a federação.

O técnico francês foi expulso por Jon Moss depois de alegadamente insultar o quarto árbitro, Anthony Taylor, depois da marcação de um penálti contra o Arsenal, já nos descontos, que deu o empate 1-1: ainda assim, aos 90+8, o chileno Alexis Sanchez garantiu o triunfo do Arsenal, também de penálti.

Entre a expulsão e o fim do jogo, Wenger, de 67 anos, ficou à entrada do túnel de acesso aos balneários e terá empurrado o quarto árbitro quando este lhe exigiu que abandonasse a área. Apesar de ter pedido desculpas no fim do encontro, a federação puniu-o com quatro desafios de suspensão e uma multa a rondar os 29 mil euros.

O Arsenal é segundo classificado na Liga inglesa a oito pontos do líder Chelsea, tendo um ponto de avanço para o Tottenham e dois para o Liverpool: o Manchester United, de José Mourinho, é sexto com 41, a dois do Manchester City de Guardiola.

Lusa

  • Atacantes usaram "tática defendida pelos extremistas do Daesh"
    1:43

    Ataque em Barcelona

    O ex-presidente do Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo esteve em direto, para a SIC Notícias, onde falou sobre o ataque desta quinta-feira nas Ramblas, em Barcelona. José Manuel Anes falou na tática defendida na revista dos extremistas do Daesh e que foi usada neste ataque: a utilização de viaturas "de preferência as mais pesadas para matar o maior número de pessoas".