sicnot

Perfil

Desporto

FC Barcelona empata em casa do Betis num jogo com erro grave do árbitro

JULIO MUNOZ

O FC Barcelona empatou este domingo em casa do Betis de Sevilha (1-1), em jogo da 20.ª jornada da Liga espanhola de futebol, marcado por um erro grave da equipa de arbitragem desfavorável aos catalães

Alex Alegria deu vantagem aos andaluzes aos 75 minutos e o FC Barcelona podia ter chegado à vantagem no minuto seguinte, mas o árbitro da partida não viu que a bola chutada por Aleix Vidal passou claramente a linha de golo.

Já depois de ver outra bola ser cortada em cima da linha de golo, os 'blaugrana' conseguiram mesmo chegar ao empate, pelo uruguaio Luis Suarez, aos 90 minutos, a passe do argentino Leo Messi.

Com este resultado, o FC Barcelona, que teve André Gomes a partir dos 59 minutos, subiu ao segundo lugar, com os mesmos pontos do Sevilha, que tem menos um jogo, e a um do Real Madrid, que tem dois encontros ainda em atraso.

O Betis segue num tranquilo 13.º lugar, com 23 pontos, 10 acima da zona de despromoção.

Lusa

  • Os apelos de Marcelo para a reforma do Estado
    1:36

    País

    O Presidente da República lamentou este sábado que o consenso para uma reforma do Estado seja um sonho adiado. No enceramento do congresso "Portugal no Futuro", Marcelo Rebelo de Sousa apelou a entendimentos em áreas estratégicas e defendeu que é preciso passar as palavras à ação, o quanto antes.

    Débora Henriques

  • Tragédia de Vila Nova da Rainha foi há uma semana
    7:18
  • Escutas da Operação Marquês "não podem servir de prova"
    1:36

    Operação Marquês

    As defesas de José Sócrates e de Ricardo Salgado queixam-se que as escutas do processo Marquês estão infetadas por um vírus informático. Os advogados dizem que tal como estão as escutas não podem servir de prova. No entanto, o Ministério Público diz que estão reunidas as condições para começar a contar o prazo para a abertura de instrução.

    Luís Garriapa

  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52