sicnot

Perfil

Desporto

Shakhtar Donetsk de Paulo Fonseca muda-se para o estádio Metalist

© Gleb Garanich / Reuters

O Shakhtar Donetsk, clube de futebol treinado por Paulo Fonseca, anunciou esta segunda-feira que vai passar a disputar os jogos em casa no estádio Metalist, em Kharkiv, deixando a Arena Lviv, onde jogava devido ao conflito na Ucrânia.

O estádio, com capacidade para 40.000 lugares foi um dos palcos do Europeu de 2012, cuja organização foi repartida por Ucrânia e Polónia, e era a casa do Metalist Kharkiv antes do colapso financeiro deste clube.

O Shakhtar, que lidera confortavelmente o campeonato ucraniano, com 50 pontos em 18 jornadas, mais 13 pontos do que o perseguidor Dinamo Kiev, tem recorrido a casa emprestada desde que a sua cidade de origem foi ocupada, em 2014, por separatistas pró-russos.

No campeonato interno, o Shakhtar tem disputado os seus jogos em vários estádios na Ucrânia e nas competições europeias recebia os adversários na Arena Lviv, antes de escolher agora em definitivo o estádio Metalist.

Lusa

  • Troika nem sempre protegeu os mais vulneráveis, conclui avaliação do FMI

    Economia

    O organismo de avaliação independente do FMI concluiu que as medidas aplicadas pela troika em Portugal nem sempre protegeram as pessoas com menos rendimentos, apontando que a primeira preocupação do Fundo era a redução dos défices, apurou o gabinete independente de avaliação do Fundo Monetário Internacional (FMI),

  • "A maioria das pessoas que criticou André Ventura nunca viveu esses problemas"
    3:43

    Opinião

    A polémica em torno das declarações do candidato do PSD à Câmara de Loures, André Ventura, sobre o modo de vida da etnia cigana no concelho, esteve em análise no Jornal da Noite desta segunda-feira. Miguel Sousa Tavares defende que "os problemas existem mas não podem ser generalizados". O comentador SIC considera, ainda assim, que André Ventura tem razão quando diz que "a maioria das pessoas que o criticou nunca viveu esses problemas".

    Miguel Sousa Tavares