sicnot

Perfil

Desporto

FC Porto conclui pagamento do financiamento para construção do Dragão

O FC Porto revelou esta quarta-feira que concluiu o pagamento na totalidade do financiamento à construção do Estádio do Dragão, projeto que 'nasceu' para o Euro2004 de futebol e que custou 125 milhões de euros.

"O Estádio do Dragão está pago na totalidade. A última prestação do financiamento (40 milhões de euros) já foi liquidada. O projeto custou 125 milhões de euros", anunciou o clube no seu sítio oficial na internet.

Segundo os 'dragões', "a última tranche estava agendada para setembro de 2018, porém o clube decidiu antecipar o pagamento, devido às elevadas taxas de juro e contas de garantia associadas".

Assim, o FC Porto diz ser o único clube que construiu ou remodelou o seu estádio no âmbito do Euro2004 a pagar todos os custos do projeto.

"Isto foi conseguido sem renegociação de contratos e com um cumprimento rigoroso do acordado, do primeiro ao último dia -- um aspeto em que os 'Dragões' já eram caso único. Com o referido empréstimo de 40 milhões de euros, o clube teve um encargo total de pouco mais de 62 milhões", esclarecem os 'azuis e brancos'.

A construção do recinto começou em 2001 e foi concluída em 2003, tendo sido inaugurado a 16 de novembro com um jogo particular com o FC Barcelona (2-0), que marcou a estreia de Messi pela equipa sénior catalã.

O primeiro encontro oficial só decorreu, no entanto, a 07 de fevereiro de 2004, com um triunfo por 2-1 frente à União de Leiria.

Ao longo de mais de 13 anos, o estádio foi fez parte da história de mais 22 títulos da equipa principal, com destaque para a Liga dos Campeões 2003/04, cujo percurso em casa, na fase a eliminar, foi totalmente cumprido no novo recinto.

Além disso, destaque para uma conquista da Liga Europa, uma da Taça Intercontinental, oito da I Liga portuguesa, quatro da Taça de Portugal e sete da Supertaça.

Ao todo, o Estádio do Dragão já acolheu 307 encontros oficiais do FC Porto, em que a equipa obteve 229 vitórias, 49 empates e apenas 29 derrotas, marcando 669 golos e sofrendo 187.

O melhor marcador da história do recinto é o colombiano Jackson Martínez, com 49 golos apontados entre 2012 e 2015.

Lusa

  • Ambiente e direitos humanos dominam discurso de Costa na ONU
    2:03

    Mundo

    António Costa defendeu uma diplomacia pela paz. O primeiro-ministro português saiu em defesa da língua portuguesa e da presença do Brasil e da Índia no Conselho de Segurança das Nações Unidas. No discurso na Assembleia Geral da ONU, Costa salientou também o compromisso do país em relação ao multilateralismo e às questões ambientais.

  • Em Fátima só há escolas públicas no pré-escolar e 1.º ciclo
    2:48
  • "Só tive tempo de avisar o meu sogro e o meu marido e disse: corram!"
    2:17
  • Furacão Maria volta a ganhar força

    Mundo

    Apesar de ter perdido intensidade, após a passagem por Porto Rico, onde deixou um rasto de destruição, Maria voltou a ganhar força, é agora um furacão de categoria 3. Está a afetar a zona norte de Punta Cana, na República Dominicana com ventos que atingem os 90 km/há e move-se para o noroeste.

  • Drone inglês evita execução do Daesh na Síria
    2:08

    Mundo

    A Força Aérea britânica divulgou esta terça-feira um vídeo que mostra um drone a parar uma execução pública que estaria prestes a acontecer às mãos do Daesh, na Síria. As imagens, apesar de cortadas pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, mostram várias pessoas na rua, uma explosão e, depois, a fuga.

  • Como fazer negócios no mercado dos leilões
    7:15
  • "Não toleramos ameaças de ninguém"
    2:13
  • Número de tartarugas marinhas está a aumentar

    Mundo

    O número de tartarugas marinhas está a crescer, levando investigadores a considerar que os esforços para salvar estes animais são uma "história de sucesso da conservação global", indica um estudo divulgado esta quarta-feira.

  • Tubarões vivem mais tempo do que se pensava

    Mundo

    Uma revisão de dados sobre avaliação da idade dos tubarões revela que muitas espécies têm maior longevidade do que se pensava, o que poderá obrigar a uma revisão dos planos de conservação das mais ameaçadas.

  • Como mudar um templo com 135 anos e 2 mil toneladas... de lugar

    Mundo

    Um templo budista do século XIX é um dos mais populares em Xangai, na China. Visitado diariamente por milhares de pessoas, precisava de ser relocalizado para evitar que uma tragédia acontecesse. E mesmo pesando cerca de duas mil toneladas, a missão acabou por se provar possível.