sicnot

Perfil

Desporto

Morreu Amândio de Carvalho

Lusa

Amândio de Carvalho, antigo dirigente da Federação Portuguesa de Futebol, faleceu esta sexta-feira. Tinha 79 anos.

O anúncio foi feito pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF). Amândio de Carvalho morreu vítima de doença prolongada.


O site da FPF publicou uma mensagem de condolências do Presidente, Fernando Gomes:

"Em meu nome e em nome da Federação Portuguesa de Futebol gostaria de expressar o meu voto de profundo pesar pela morte de Amândio de Carvalho.

A sua competência profissional e capacidade de liderança deixaram marcas positivas na FPF e contribuíram para engrandecer o futebol português. Pessoa de cortesia ímpar, Amândio de Carvalho deixa igualmente ao País um enorme legado de simpatia, seriedade e honradez.

Em nome da FPF, envio as mais profundas condolências à família enlutada e a todos os amigos de Amândio de Carvalho.”

Amândio de Carvalho foi vice-presidente da Federação Portuguesa de Futebol, entre 1983 e 1986 e, depois, entre 1998 e dezembro de 2011, dedicou grande parte da sua vida ao movimento associativo e em particular ao futebol.

Eleito vice-presidente da Associação de Futebol de Setúbal, em 1970, foi secretário-geral e responsável pelo futebol juvenil, numa primeira passagem que se prolongou até 1983.

Foi o responsável pelas seleções que participaram no Europeu de 1984, em França, e no Mundial de 1986, disputado no México

De acordo com o site da FPF, regressou à Associação de Futebol de Setúbal, em 1989. na qualidade de secretário-geral. Dois anos depois, Amândio de Carvalho foi eleito como presidente da AF Setúbal, mantendo esse cargo até 1998, altura em que retornou à FPF como vice-presidente administrativo, na direção presidida por Gilberto Madaíl, acumulando, desde 2007, com o cargo de responsável pela Seleção A, acompanhando as seleções no Euro-2008 e no Mundial de 2010. Manteve-se nestas funções até dezembro de 2011.

A 6 de setembro de 2011 foi agraciado com o Grau de Comendador da Ordem de D. Henrique, pelo Presidente da República Cavaco Silva.

  • Capacetes Brancos agradecem Óscar para filme sobre a guerra na Síria
    1:34

    Óscares 2017

    O Óscar para melhor documentário curto foi atribuído a um filme sobre a guerra na Síria. "The White Helmets" retrata o trabalho dos Capacetes Brancos, uma equipa de voluntários que ajuda no salvamento e resgate de habitantes sírios atingidos pelo conflito no país. O Fundador dos Capacetes Brancos já veio fazer um agradecimento público pela atribuição deste galardão. Raed Saleh diz que é uma motivação para os voluntários que todos os dias arriscam a vida para salvar outras pessoas.

  • O primeiro eclipse solar do ano
    0:57
  • O Nokia 3310 está de volta
    1:16