sicnot

Perfil

Desporto

Burkina Faso de Paulo Duarte garante terceiro lugar na CAN

Um golo solitário e tardio de Alain Sibiri (89) garantiu este sábado ao Burkina Faso, comandado por Paulo Duarte, o triunfo por 1-0 sobre o Gana e o terceiro lugar na Taça das Nações Africas (CAN) de futebol.

O médio dos turcos do Kayserispor da Turquia apontou o único golo da partida que valeu ao Burkina Faso o segundo melhor resultado da sua história, depois de ter sido finalista vencido em 2013.

Nas meias-finais, o Burkina Faso tinha sido afastado pelo Egito no desempate por penaltis, depois do 1-1 final, enquanto o Gana perdeu 2-0 com os Camarões.

A equipa de Paulo Duarte lidera o grupo D da última fase africana de qualificação para Mundial 2018 à frente da África do Sul, Senegal e Cabo verde.

A final disputa-se domingo entre o Egito, que procura ampliar o recorde para oito títulos, e os Camarões, que lutam pelo seu quinto cetro, que o isolaria no segundo lugar do 'ranking, que partilha atualmente com o Gana.

Lusa

  • "O que é isto, mamã?"
    36:23
  • Fim de semana de muito frio e vento forte
    2:08

    País

    Segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera, vem aí mais frio e as temperaturas mínimas negativas vão regressar a alguns pontos do país. Prevê-se também vento intenso para as próximas 48 horas.

  • O ensino à distância em Portugal
    4:12

    País

    Em Portugal, o ensino básico e secundário à distância já conta com 300 alunos e com a preciosa ajuda das novas tecnologias. É através do computador que a escola viaja e acompanha os alunos, alguns com doenças que não os permitem ir às aulas, outros que são atletas de alta competição e que têm a maior parte do tempo ocupado por treinos ou ainda os que fazem parte de famílias itenerantes, como é o caso dos que vivem no circo e andam de terra em terra.

  • Aprender a jogar badminton ao ritmo do samba
    2:54

    Mundo

    No Brasil, a correspondente da SIC foi conhecer um projeto social no Rio de Janeiro que mistura samba e desporto. Um desporto que ainda é pouco praticado mas que tem sido fundamental para transformar a vida de jovens das favelas e para descobrir novos talentos do badminton brasileiro.

    Correspondente SIC