sicnot

Perfil

Desporto

Suspensão ao atletismo russo irá além dos Mundiais de agosto

A Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF) revelou esta segunda-feira que a Rússia vai continuar impedida de competir internacionalmente por um período que vai contemplar os Mundiais de Londres, de 04 a 13 de agosto.

Segundo a IAAF, o grupo de trabalho independente criado para analisar o doping sistemático - e patrocinado pelo Estado - no atletismo russo considera que a federação do país do Leste europeu "ainda não está preparada" para a sua readmissão.

Rune Andersen, presidente da comissão que acompanha os requisitos para a reintegração da Rússia, reconhece que houve "numerosos avanços positivos", mas no relatório apresentado ao conselho da IAAF defende que a federação ainda "não está preparada" para que a suspensão seja levantada.

Em janeiro o dirigente reuniu-se com o presidente da federação russa, Dimitri Shlyakhtin, o coronel Zherdev, membro do comité de investigação da federação russa, o meio-fundista Andrey Dmitriev e o novo ministro do desporto, Pavel Kolobkov.Apesar da evolução, o grupo de trabalho diz ter detetado "alguns acontecimentos negativos" desde o seu último relatório ao conselho, em dezembro, nomeadamente "comentários pouco uteis realizados recentemente por alguns responsáveis do desporto russo".

"A federação russa continua a sentir dificuldades práticas e legais para fazer cumprir as sanções provisorias de dopagem. Continua a haver análises muito limitadas aos atletas em provas nacionais, bem como incidentes preocupantes quando as provas estão em curso", justificou.

O atletismo russo está suspenso desde novembro de 2015 por doping, pelo que os seus competidores falharam os Jogos Olímpicos Rio2016, sendo que não poderão também apresentar-se nos Europeus de pista de Belgrado em fevereiro, nem aos Mundiais de agosto em Londres.

A IAAF autoriza os atletas russos a competir a título individual caso sejam submetidos a controlos de doping independentes.

Lusa

  • Ronaldo dispensado da seleção para ir conhecer os filhos

    Taça das Confederações

    A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) informou em comunicado que Cristiano Ronaldo foi dispensado da Taça das Confederações "para que possa conhecer os seus filhos". Numa mensagem no Facebook, o jogador mostrou-se sensibilizado com a decisão da Federação, acrescentando ainda que está "muito feliz por poder, finalmente, estar com os (...) filhos pela primeira vez".

  • Crise na Venezuela faz aumentar casos de desnutrição infantil
    2:13
  • Comprar ou arrendar casa?
    8:25
  • A fábrica de caças na base aérea de Monte Real
    3:35