sicnot

Perfil

Desporto

Futebolista alemão Philipp Lahm vai retirar-se no final da época

O futebolista alemão Philipp Lahm, capitão do Bayern de Munique, confirmou esta terça-feira que vai retirar-se dos relvados e abandonar o clube depois de rejeitar um cargo como diretor desportivo.

"Decidi deixar de jogar futebol no final da temporada", disse o jogador, de 33 anos, no final do jogo entre o Bayern e o Wolfsburgo para a Taça da Alemanha, ganho pelo clube de Munique por 1-0.

O capitão dos bávaros afirmou estar confiante de "manter o nível exibicional até ao final da temporada, mas não depois disso".

O jornal desportivo alemão Bild escreveu hoje que o atleta, campeão do mundo ao serviço da Alemanha em 2014, no Brasil, ia retirar-se em junho, informação confirmada pelo próprio na 'flash interview' do jogo 501 do lateral com a camisola do Bayern.

O jogador vai abandonar o clube, no qual é colega de Renato Sanches, apesar de ainda ter um ano de contrato depois de ter rejeitado o cargo de diretor desportivo.

Lahm, 113 vezes internacional pela Alemanha, alinhou em 22 jogos esta temporada e marcou dois golos.

O lateral e médio alinhou no Bayern durante toda a carreira com exceção de duas temporadas, 2003/2004 e 2004/2005, em que esteve emprestado ao Estugarda.

Numa carreira em que conquistou por sete vezes o título alemão, o destaque vai para o ano de 2013, em que o capitão do 'gigante' alemão venceu campeonato, Taça da Alemanha e Liga dos Campeões.

Lusa

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".