sicnot

Perfil

Desporto

Marcelo Rebelo de Sousa envia condolências ao Presidente angolano

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, enviou esta sexta-feira condolências ao seu homólogo angolano pelas vítimas do incidente ocorrido no estádio 04 de Janeiro, na cidade do Uíge, que provocou pelo menos 17 mortos.

"Foi com grande pesar que tomei conhecimento do acidente ocorrido hoje no jogo de estreia do Girabola 2017, no Estádio 04 de janeiro, no Uíge, que vitimou numerosas pessoas, entre as quais crianças, para além de ter provocado vários feridos", escreveu Marcelo Rebelo de Sousa na mensagem enviada a José Eduardo dos Santos.

"Nesta hora difícil, quero transmitir-lhe, Senhor Presidente, em meu nome e em nome do povo português, toda a solidariedade para com o povo angolano, para com os adeptos e profissionais dos clubes que estavam em campo, e especialmente para com as famílias das vítimas, a quem envio, através de Vossa Excelência, as mais sinceras condolências", refere na mensagem.

Pelo menos 17 pessoas morreram no Uíge, norte de Angola, alegadamente ao forçarem a entrada no estádio municipal 04 de janeiro, para assistirem ao jogo entre o Santa Rita de Cássia e o Recreativo de Libolo, na ronda inaugural do Girabola, disse à Lusa fonte do primeiro clube, que se estreia esta época no principal campeonato angolano de futebol.

A mesma fonte indicou que o incidente terá provocado ainda mais de 60 feridos e a imprensa local informou que cinco dos feridos estão em estado grave, no hospital provincial do Uíge.

Lusa

  • Vítimas da tragédia em Angola terão sido esmagadas pela queda de portão
    4:13

    Desporto

    Silva Cadembo esteve em direto ao telefone, na SIC Notícias, onde falou sobre a tragédia no estádio de futebol em Uíge, Angola, onde morreram pelo menos 17 pessoas. O jornalista angolano diz que entre as vítimas mortais, muito provavelmente, estarão crianças, uma vez que naquela cidade um dos únicos entretenimentos é o futebol. Segundo Cadembo, as pessoas terão morrido "esmagadas, eventualmente pelo portão de acesso". As imagens podem chocar.

  • Segurança no estádio angolano terá sido "descurada"
    4:31

    Desporto

    Daúto Faquirá esteve ao telefone em direto, na SIC Notícias, onde falou sobre a tragédia no estádio de futebol da cidade angolana de Uíge, onde pelo menos 17 pessoas morreram e mais de 70 tiveram de ser hospitalizadas. O comentador da SIC diz que a segurança deste jogo deve ter sido "descurada". Faquirá diz ainda que já falou com um dos atletas de uma das equipas que estava a jogar - o Libolo -, que lhe disse que nem ele nem os seus colegas se aperceberam do que estava a acontecer no exterior do Estádio. As imagens podem chocar.

  • O dia que roubou dezenas de vidas em Pedrógrão Grande
    3:47
  • Morreu Miguel Beleza

    País

    Miguel Beleza, economista e antigo ministro das Finanças, morreu esta quinta-feira de paragem cardio-respiratória aos 67 anos.

  • "Estamos a ficar sem espaço. Está na hora de explorar outros sistemas solares"

    Mundo

    O físico e cientista britânico Stephen Hawking revelou alguns dos seus desejos para um novo plano de expansão espacial. Hawking está em Trondheim, na Noruega, para participar no Starmus Festival que promove a cultura científica. E foi lá que o físico admitiu que a população mundial está a ficar sem espaço na Terra e que "os únicos lugares disponíveis para irmos estão noutros planetas, noutros universos".

    SIC

  • Não posso usar calções... visto saias

    Mundo

    Perante a proibição de usar calções no emprego, um grupo de motoristas franceses adotou uma nova moda para combater o calor. Os trabalhadores decidiram trocar as calças por saias, visto que a peça de roupa é permitida no uniforme da empresa para a qual trabalham.

  • De refugiada a modelo: a história de Mari Malek

    Mundo

    Mari Malek chegou aos Estados Unidos da América quando era ainda uma criança. Chegada do Sudão do Sul, a menina era uma refugiada à procura de um futuro melhor, num país que não era o seu. Agora, anos depois, Mari Malek é modelo, DJ e atriz, e vive em Nova Iorque. Fundou uma organização sediada no país onde nasceu voltada para as crianças que passam por dificuldade, como também ela passou.