sicnot

Perfil

Desporto

Marcelo Rebelo de Sousa envia condolências ao Presidente angolano

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, enviou esta sexta-feira condolências ao seu homólogo angolano pelas vítimas do incidente ocorrido no estádio 04 de Janeiro, na cidade do Uíge, que provocou pelo menos 17 mortos.

"Foi com grande pesar que tomei conhecimento do acidente ocorrido hoje no jogo de estreia do Girabola 2017, no Estádio 04 de janeiro, no Uíge, que vitimou numerosas pessoas, entre as quais crianças, para além de ter provocado vários feridos", escreveu Marcelo Rebelo de Sousa na mensagem enviada a José Eduardo dos Santos.

"Nesta hora difícil, quero transmitir-lhe, Senhor Presidente, em meu nome e em nome do povo português, toda a solidariedade para com o povo angolano, para com os adeptos e profissionais dos clubes que estavam em campo, e especialmente para com as famílias das vítimas, a quem envio, através de Vossa Excelência, as mais sinceras condolências", refere na mensagem.

Pelo menos 17 pessoas morreram no Uíge, norte de Angola, alegadamente ao forçarem a entrada no estádio municipal 04 de janeiro, para assistirem ao jogo entre o Santa Rita de Cássia e o Recreativo de Libolo, na ronda inaugural do Girabola, disse à Lusa fonte do primeiro clube, que se estreia esta época no principal campeonato angolano de futebol.

A mesma fonte indicou que o incidente terá provocado ainda mais de 60 feridos e a imprensa local informou que cinco dos feridos estão em estado grave, no hospital provincial do Uíge.

Lusa

  • Vítimas da tragédia em Angola terão sido esmagadas pela queda de portão
    4:13

    Desporto

    Silva Cadembo esteve em direto ao telefone, na SIC Notícias, onde falou sobre a tragédia no estádio de futebol em Uíge, Angola, onde morreram pelo menos 17 pessoas. O jornalista angolano diz que entre as vítimas mortais, muito provavelmente, estarão crianças, uma vez que naquela cidade um dos únicos entretenimentos é o futebol. Segundo Cadembo, as pessoas terão morrido "esmagadas, eventualmente pelo portão de acesso". As imagens podem chocar.

  • Segurança no estádio angolano terá sido "descurada"
    4:31

    Desporto

    Daúto Faquirá esteve ao telefone em direto, na SIC Notícias, onde falou sobre a tragédia no estádio de futebol da cidade angolana de Uíge, onde pelo menos 17 pessoas morreram e mais de 70 tiveram de ser hospitalizadas. O comentador da SIC diz que a segurança deste jogo deve ter sido "descurada". Faquirá diz ainda que já falou com um dos atletas de uma das equipas que estava a jogar - o Libolo -, que lhe disse que nem ele nem os seus colegas se aperceberam do que estava a acontecer no exterior do Estádio. As imagens podem chocar.

  • Incêndio de Setúbal "quase dominado"
    4:04

    País

    O incêndio que deflagrou segunda-feira em Setúbal está "quase dominado", segundo informações da presidente da Câmara. Maria das Dores Meira diz que não há feridos a registar e que os habitantes já vão regressando a casa. Para ajudar no combate ao fogo foram enviados meios de Lisboa.

  • "Lancei um tema que os portugueses há muito queriam discutir"
    11:26
  • Danos Colaterais 
    18:55
    Reportagem Especial

    Reportagem Especial

    Jornal da Noite

    Nos últimos oito anos a banca perdeu 12 mil profissionais. A dimensão de despedimentos no setor é a segunda maior da economia portuguesa, só ultrapassada pela construção civil. A etapa mais complexa da história começou em 2008, com a nacionalização do BPN. Desde então, as saídas têm sido a regra. A reportagem especial desta terça-feira, "Danos Colaterais", dá voz aos despedidos da banca.