sicnot

Perfil

Desporto

Tiger Woods falha dois torneios por problemas nas costas

© USA Today Sports / Reuters

O norte-americano Tiger Woods, antigo líder da classificação mundial de golfe, anunciou esta sexta-feira que não irá participar nos próximos dois torneios da Associação de Profissionais de Golfe (PGA) dos Estados Unidos devido a problemas nas costas.

"Os médicos aconselharam-me a não jogar nas próximas duas semanas, para descansar e continuar os tratamentos", afirmou o golfista, que vai falhar o Genesis Open e o Honda Classic,Tiger Woods, de 41 anos, regressou à competição no final do ano passado, depois de uma ausência de 15 meses, período durante o qual foi operado três vezes às costas.

Detentor de 14 títulos de torneios do 'Grand Slam', Tiger Woods explicou que a data do seu regresso será decidida "depois de um novo exame às costas".

Em 03 de fevereiro, Tiger Woods abandonou o Dubai Desert Classic depois de completar a primeira volta, mas não explicou se a desistência se devia a problemas físicos.

Lusa

  • Economia portuguesa a crescer
    2:26
  • Os likes dos candidatos às autárquicas no Facebook
    4:00

    Autárquicas 2017

    Se há mais de 5 milhões de portugueses no Facebook, é natural que as autárquicas também passem pela rede social mais usada no país e no mundo. A SIC apresenta-lhe os 10 candidatos cujas páginas têm mais seguidores e, para a comparação ser mais justa, os que têm mais seguidores em Portugal - porque há também quem estranhamente tenha milhares de fãs em países como Egito, Filipinas ou Vietname.

  • Embaixador do Bangladesh pede ajuda aos portugueses no caso dos rohingya

    Mundo

    O embaixador do Bangladesh em Lisboa pediu esta sexta-feira aos portugueses que ajudem a resolver o problema dos rohingya. Desde o final de agosto, mais de 400 mil pessoas desta minoria muçulmana fugiram de Myanmar, a antiga Birmânia. O Bangladesh já tinha acolhido outros 400 mil refugiados e vê-se agora a braços com esta crise migratória. Pede por isso a Portugal que pressione Myanmar para aceitar de volta e em segurança os rohingya.