sicnot

Perfil

Desporto

Jovens iranianas disfarçadas de rapaz impedidas de entrar em estádio em Teerão

© Caren Firouz / Reuters

Oito raparigas iranianas que se disfarçaram de rapaz para poderem assistir a um jogo de futebol, apesar da proibição oficial, foram impedidas de entrar no estádio de Teerão, anunciou esta terça-feira um responsável iraniano citado pela agência Tasnim.

"Oito raparigas vestidas de rapaz queriam entrar no domingo no estádio Azadi", no sudoeste da capital iraniana, "para assistir ao 'derby' entre Esteghlal e Persépolis, mas os agentes de segurança identificaram-nas e impediram-nas de entrar", declarou Alireza Adeli, diretor das questões de segurança do Ministério do Interior.

Esteghlal e Persépolis são as duas mais antigas e célebres equipas de futebol do país.

No Irão, o acesso aos estádios de futebol é proibido às mulheres desde a Revolução Islâmica de 1979, oficialmente para as proteger de comportamentos e comentários obscenos dos adeptos masculinos.

O Governo do Presidente Hassan Rohani, um moderado, tem manifestado vontade de aligeirar estas restrições para alguns desportos.

Exemplo disso é que as mulheres puderam recentemente assistir, numa zona reservada, a jogos de basquetebol e voleibol.

Adeli referiu que a ocorrência de situações como esta não é nova, e que já "houve, noutras ocasiões, raparigas que tentaram entrar no estádio para ver jogos de futebol", acrescentando que continua proibida a entrada de mulheres em estádios de futebol devido à sobrelotação das bancadas e a "condições inadequadas".

Lusa

  • Tiroteio no Mississipi provoca oito mortos
    1:23

    Mundo

    Oito pessoas morreram, incluindo um polícia, depois de um tiroteio no estado norte-americano do Mississipi, nos Estados Unidos da América. O suspeito, um homem de 36 anos, já foi detido, mas as autoridades dizem que ainda é cedo para saber os motivos.

  • Milhares de brasileiros protestam na Praia de Copacabana contra Temer
    3:04
  • "Precisamos de uma melhor zona Euro"
    0:30