sicnot

Perfil

Desporto

Tiago de regresso aos treinos do Atlético Madrid dois meses depois

O futebolista português Tiago regressou esta terça-feira em pleno aos treinos do Atlético de Madrid, dois meses depois da lesão sofrida frente ao Villarreal, a 12 de dezembro.

O experiente médio português vinha apresentando queixas no joelho, mas hoje exercitou-se com normalidade com o resto do plantel no primeiro apronto após a vitória de domingo por 3-2 frente ao Celta de Vigo.

O treinador Diego Simeone já tinha avançado com a possibilidade de Tiago voltar, quando, na antevisão ao desafio com os galegos, apontou para esta semana a aptidão do internacional luso.

Tiago, que a 2 de maio completa 36 anos, joga no Atlético de Madrid desde 2010.

Lusa

  • Atlético de Madrid vence Celta de Vigo por 3-2

    Desporto

    O Atlético de Madrid sofreu muito este domingo para vencer o Celta de Vigo, recuperando de duas desvantagens para triunfar por 3-2, com a reviravolta consumada nos últimos minutos do desafio da 22.ª jornada da Liga espanhola de futebol.

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    2:24
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.