sicnot

Perfil

Desporto

Alex Telles, Marcano e Danilo de regresso aos treinos no FC Porto

© Baz Ratner / Reuters

O FC Porto prosseguiu esta quarta-feira a preparação para a receção ao Tondela, na sexta-feira, para a 22.ª jornada da I Liga de futebol, já com Alex Telles, Marcano e Danilo, depois de terem sido poupados na véspera.

De acordo com a nota publicada no sítio dos 'dragões' na Internet, o trio que na terça-feira treinou no ginásio, em gestão de esforço, já integrou a preparação, que voltou a não contar com o avançado Rui Pedro, 'emprestado' ao plantel da equipa B.

Já o guarda-redes João Costa realizou apenas tratamento, dando início a um prolongado processo de reabilitação após a cirurgia ao menisco a que foi submetido na segunda-feira.

O plantel portista volta a treinar na quinta-feira, pelas 10:30, novamente no Olival, com uma sessão à porta fechada, a última antes da receção ao lanterna-vermelha Tondela, que, na sexta-feira, pelas 20:30, abre a 22.ª jornada da I Liga de futebol.

O FC Porto, segundo classificado a um ponto do líder Benfica, defronta o Tondela, no Estádio do Dragão, no Porto, em jogo que vai ser dirigido pelo árbitro Luís Ferreira, da associação de Braga.

Lusa

  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.