sicnot

Perfil

Desporto

Guarda-redes campeão do Euro 2004 forma equipa de refugiados

© Dominic Ebenbichler / Reuters

O antigo guarda-redes Antonis Nikopolidis, que se sagrou campeão europeu de futebol em 2004, em Portugal, está a construir uma equipa com refugiados de Síria, Iémen, Iraque e Afeganistão, batizada de Esperança (Elpida, em grego). A maioria dos jogadores vive em Skaramangas, uma zona industrial a oeste de Atenas, e representam a Elpida aos domingos, numa liga amadora com formações de advogados, operários de telecomunicações e contabilistas.

Nikopolidis diz que esta é uma forma de integrar "homens com o futuro incerto". "Estamos a ajudar pessoas que vivem momentos difíceis nas suas vidas. São convidados no nosso país e estamos a tentar oferecer-lhes algumas horas de felicidade", explicou o antigo guarda-redes.
O futebol tem sido uma das formas de entretenimento para alguns dos mais de 60.000 refugiados na Grécia, enquanto aguardam por lhes ser concedido asilo na Europa.

"É uma forma de passar o tempo a fazer alguma coisa. Se ficarmos em casa, sem trabalho ou ocupação, acabamos por 'morrer'", diz, Hozaifa Hajdepo, de 23 anos, um refugiado da Síria.

A UEFA atribuiu subsídios a 15 países da Europa para ajudar a reintegrar refugiados. Parte dessa verba está a ser usada por Nikopolidis na equipa Elpida.

No entanto, cerca de 9.000 refugiados foram transferidos da Grécia para outros países europeus, o que desfalcou a equipa de Nikopolidis, situação que não preocupa o antigo guarda-redes.

"É uma grande alegria fazer isto. O mais importante é que eles gostem e se divirtam. Criámos um grupo de amigos, que vão estabelecendo laços afetivos", explicou o antigo dono da baliza da seleção grega.

LUSA

  • Admissão de efetivos nas Forças Armadas aquém do pedido pelas chefias
    1:42

    País

    O Ministério das Finanças autorizou a admissão de mais efetivos nas forças armadas, este ano mas a integração fica muito abaixo do número pedido pelas chefias militares. Mário Centeno só terá autorizado a integração de cerca de três mil militares em vez das cinco mil vagas propostas pelas chefias do Exército, Força Aérea e Marinha.

  • Primeiro eclipse solar 100% visível nos EUA em 38 anos
    0:40
  • Pyongyang acusa Washington de atirar "achas para a fogueira"
    1:47

    Mundo

    A Coreia do Sul e os Estados Unidos iniciaram esta segunda-feira exercícios militares conjuntos. As manobras militares procuram ensaiar respostas a uma hipotética invasão da Coreia do Norte. Pyongyang já reagiu e diz que Washington está a atirar "achas para a fogueira". 

  • "É muito importante que os EUA mostrem determinação política e militar"
    0:50

    Mundo

    Os exércitos da Coreia do Sul e dos Estados Unidos iniciaram hoje as manobras anuais numa altura marcada pela recente escalada de tensão entre Pyongyang e Washington. Para Miguel Monjardino, comentador da SIC, estes exercícios militares são encarados como uma provocação para a Coreia do Norte. Monjardino defende que é importante que os EUA mostrem determinação no atual clima de tensão nuclear.

  • China prepara-se para inaugurar comboio mais rápido do mundo
    1:08
  • Morreu o rei da comédia
    2:08

    Cultura

    Um dos grandes nomes do humor norte-americano morreu ontem, aos 91 anos. Jerry Lewis era comediante, ator, argumentista, cantor e realizador. Considerado o rei da comédia, Lewis influenciou diferentes gerações de comediantes e foi defensor de várias causas humanitárias, entre as quais a distrofia muscular.

  • A insólita entrevista de Jerry Lewis que se tornou viral
    2:39

    Cultura

    Jerry Lewis concedeu no início deste ano uma entrevista insólita que se tornou viral nas redes sociais. O comediante decidiu, pura e simplesmente, não colaborar com o entrevistado. Lewis tinha na altura 90 anos e continuava a trabalhar, tendo participado no filme "Max Rose", em 2016.