sicnot

Perfil

Desporto

Federação russa vai excluir atletas que não devolvam medalhas olímpicas

© Sergio Moraes / Reuters

A federação russa de atletismo anunciou que vai excluir os atletas que se recusem a devolver as medalhas olímpicas que lhes foram retiradas na sequência de casos de doping.

Muitos atletas russos recusaram devolver as respetivas medalhas, depois de terem sido desqualificados dos Jogos Olímpicos de Pequim2008 e Londres2012, no âmbito do programa de reanálises do Comité Olímpico Internacional (COI).

A federação russa, que foi suspensa das competições internacionais face ao escândalo que "atingiu" os seus desportistas, diz agora que os atletas que não devolvam as medalhas "não têm o direito de competir" em eventos do organismo.

A federação diz também que esses atletas não serão elegíveis para as equipas nacionais, nem entrarão nos programas de controlo antidoping, que lhes permitiriam competir internacionalmente na condição de neutros.

Esta medida não têm um efeito direto na maioria dos casos, visto que esses atletas, desqualificados dos seus resultados olímpicos, enfrentam já suspensões de dois anos, mas poderá afetar atletas que integravam estafetas cujos companheiros tiveram resultados adulterados.

Lusa

  • Atacantes usaram "tática defendida pelos extremistas do Daesh"
    1:43

    Ataque em Barcelona

    O ex-presidente do Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo esteve em direto, para a SIC Notícias, onde falou sobre o ataque desta quinta-feira nas Ramblas, em Barcelona. José Manuel Anes falou na tática defendida na revista dos extremistas do Daesh e que foi usada neste ataque: a utilização de viaturas "de preferência as mais pesadas para matar o maior número de pessoas".