sicnot

Perfil

Desporto

Agência Mundial Antidopagem pondera interditar totalmente os corticoides

© Maxim Shemetov / Reuters

A Agência Mundial Antidopagem (AMA) está a considerar uma proibição total do uso de corticoides, dentro e fora de competição, assumiu esta quarta-feira o seu diretor Olivier Niggli.

Com esta interdição, seria mais difícil aos atletas obterem isenções de uso terapêutico (TUE), que existem para permitir que desportistas com problemas médicos reconhecidos recorram a substâncias proibidas pelo Código Mundial Antidopagem.

"Estamos todos de acordo de que a situação atual não é satisfatória. Criámos um grupo de trabalho para estudar como isso poderia ser feito", respondeu Olivier Niggli, quando questionado sobre se a AMA seria favorável à proposta da Agência britânica antidopagem de proibir totalmente os corticoides.

Nos últimos anos, a AMA apostou em procurar um método de deteção que permitisse distinguir o modo de administração dos corticoides, uma vez que estes são autorizados sob a forma de creme.

"A realidade é que não é assim tão fácil descobrir um método que nos permita fazê-lo. Atingimos um ponto em que precisamos de abrir novamente o debate. Na minha opinião, o sistema atual não é bom", admitiu o diretor da entidade, numa conferência de imprensa em Londres.

Lusa

  • Coutinho e Neymar salvam Brasil já na compensação

    Mundial 2018 / Brasil

    O Brasil venceu a Costa Rica por 2-0 numa partida a contar para a 2ª jornada do grupo E do Mundial da Rússia. Contas feitas, o Brasil sobe para o primeiro lugar do grupo, com 4 pontos, seguido da Sérvia com 3 pontos. A Suíça (1 ponto) e a Costa Rica (0 pontos) ocupam, assim, os últimos lugares da tabela.

  • O choro intenso de Neymar explicado pelo próprio
    0:51
  • Moutinho e Raphael Guerreiro de "baixa", Fonte disponível "para tocar bombo"
    1:52
  • Mulher morre após ser mandada para casa pelo Centro Hospitalar do Oeste
    2:23

    País

    Uma mulher morreu depois de ter tido alta no Centro Hospitalar do Oeste. Há fortes suspeitas que tenha sido vítima de um diagnóstico mal feito por uma empresa de telemedicina. O Bastonário da Ordem dos Médicos quer avaliar todos os contratos do Estado com serviços de telemedicina e impedir que as empresas e os hospitais fujam às responsabilidades. Até agora ninguém foi responsabilizado, a família apresentou várias queixas e Entidade Reguladora da Saúde abriu um inquérito.

  • Antigo campeão nacional de Ori-BTT, de 19 anos, morreu em colisão com carro
    1:42

    País

    Um ciclista de 19 anos morreu e o pai ficou gravemente ferido, numa colisão com uma viatura que fazia uma inversão de marcha, em Loulé, na quarta-feira. Quando o acidente aconteceu, o jovem estava a treinar para um campeonato na Hungria, onde ia participar dentro de poucos dias. Duarte Lourenço, que chegou a ser campeão nacional de Ori-BTT, pertencia ao escalão de Juniores, devido à sua idade, mas por vontade própria fazia escalão Sénior.