sicnot

Perfil

Desporto

Fiorentina apresenta projeto para novo estádio

MAURIZIO DEGL'INNOCENTI / Lusa

A Fiorentina, que tem o português Paulo Sousa como treinador de futebol, anunciou esta sexta-feira o projeto para o novo estádio, o qual terá 40.000 lugares e estará situado numa zona estratégica, entre o aeroporto e o centro de Florença.

O projeto pretende requalificar uma zona inteira da cidade toscana e o estádio contará com um centro comercial de 77.000 metros quadrados, um hotel, com capacidade para 200 quartos, estacionamentos e restaurantes, informou o clube.

"É um primeiro passo para Florença, mas também para Itália. Espero que possa ser um exemplo e um renascimento para a Fiorentina. Esta cidade merece um projeto tão importante", assinalou o presidente honorário do clube, Andrea Della Valle.

Por decidir está o nome do complexo, mas o dirigente garante que estará sempre ligado a Florença, por ser vontade dos responsáveis que se "mantenha o altíssimo nome da cidade".

No vídeo de apresentação, o clube 'viola' destacou que o estádio terá a forma de uma flor e que contará com tecnologia de última geração, uma instalação fotovoltaica à base de led e sistemas para a reciclagem do desperdício.

O custo total do projeto não foi revelado, embora Della Valle tenha informado que o mesmo contará com o apoio de investidores estrangeiros.

O novo estádio fará com que a Fiorentina seja o quinto clube italiano a ter a propriedade do seu estádio, seguindo-se à Juventus, à Udinese, ao Sassuolo e ao futuro estádio da Roma, clube que atualmente ainda joga no estádio olímpico -- a par da Lazio -, mas já teve 'luz verde' do município romano.

O atual complexo da Fiorentina, o estádio Artemio Franchi, é propriedade do munícipio de Florença.

Lusa

  • Os números das eleições francesas
    0:50

    Eleições França 2017

    Os resultados definitivos mostram que Emmanuel Macron obteve 24% dos votos, na primeira volta das eleições francesas. Ficou quase três pontos à frente de Marine Le Pen, que conseguiu 21,3%. Os números oficiais, publicados pelo Ministério do Interior, dão ainda conta da taxa de abstenção: 22,2%, um ligeiro aumento face à primeira volta das presidenciais de 2012.

  • ASAE encerra em média um restaurante por dia
    1:33
  • Grupo de brasileiros em assalto milionário no Paraguai
    1:24