sicnot

Perfil

Desporto

João Sousa soma e segue no Masters de Indian Wells de EUA

LARRY W. SMITH

O tenista português João Sousa, 37.º do 'ranking' mundial, qualificou-se na quinta-feira para a segunda ronda do torneio de Indian Wells, Estados Unidos.

À entrada para o primeiro torneio do ano da categoria Masters 1000, a primeira a seguir aos 'Grand Slam', o número um português venceu o argentino Diego Schwartzman, 44.º da hierarquia, em três 'sets', pelos parciais de 4-6, 6-3 r 6-4, em 2H08.

"Não entrei da melhor forma. Não estava a conseguir jogar ao nível que gostaria, porque ele também estava a jogar muito bem", começou por comentar João Sousa, citado pela sua assessoria de imprensa.

Depois da má entrada, o jogador português explicou que conseguiu aumentar o seu "nível de jogo, sendo "mais fiel" às suas características."Estou muito contente por conseguir mudar o rumo do encontro a tempo.

Fui mais agressivo e acabei por ficar muito feliz com o desfecho deste encontro", concluiu.

Na segunda ronda, João Sousa defrontará o alemão Mischa Zverev, 33.º do circuito, naquele que será o segundo frente a frente entre os dois jogadores, o primeiro no circuito principal.Na única vez que João Sousa e Mischa Zverev se defrontaram, na edição de 2010 do 'challenger' de Istambul, venceu o português.

  • Tiroteio no Mississipi provoca oito mortos
    1:23

    Mundo

    Oito pessoas morreram, incluindo um polícia, depois de um tiroteio no estado norte-americano do Mississipi, nos Estados Unidos da América. O suspeito, um homem de 36 anos, já foi detido, mas as autoridades dizem que ainda é cedo para saber os motivos.

  • Milhares de brasileiros protestam na Praia de Copacabana contra Temer
    3:04
  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40
  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.