sicnot

Perfil

Desporto

UEFA investiga Barcelona por invasão de campo no jogo com o PSG

PSG 4-0 Barcelona

© Benoit Tessier / Reuters

A UEFA instaurou hoje um processo disciplinar ao FC Barcelona pela invasão de campo no final da vitória sobre o Paris Saint-Germain que assegurou a passagem dos espanhóis aos quartos de final da Liga dos Campeões de futebol.


A Comissão de Controlo, Ética e Disciplina da UEFA acusa o FC Barcelona, que se impôs por 6-1 aos franceses do PSG, com três golos nos minutos finais, que garantiram a reviravolta na eliminatória, de incumprimento dos regulamentos, no que refere a evitar que os adeptos invadam o relvado.


Para além do FC Barcelona, também o Nápoles, pelo uso de laser, arremesso de objetos e artigos pirotécnicos na receção ao Real Madrid (1-3), e ao jogo Arsenal-Bayern Munique (1-5), por invasão dos ingleses e arremesso de objetos pelos alemães, estão sob observação por parte da UEFA.


A UEFA confirmou ainda a decisão do Comité de Apelo de recusar o recurso apresentado pelo futebolista russo, naturalizado finlandês, Roman Eremenko, do CSKA Moscovo, punido com dois anos de suspensão por ter acusado positivo num controlo antidoping, realizado após o jogo com o Bayer Leverkusen, em 14 de setembro de 2016, para a Liga dos Campeões.


Lusa

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    1:41
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.

  • A SIC visitou os bastidores do Santuário de Fátima
    7:43
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52