sicnot

Perfil

Desporto

Treinador do FC Porto convoca 21 jogadores para jogo com a Juventus

© Miguel Vidal / Reuters

O treinador do FC Porto, Nuno Espírito Santo, convocou hoje 21 jogadores para a visita de terça-feira aos italianos da Juventus, da segunda mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões de futebol.

As maiores novidades são as chamadas dos mexicanos Herrera e Corona, recuperados das respetivas lesões.


A comitiva portista partiu hoje para Turim e tem chegada prevista pelas 11:35 (horas de Lisboa), segundo informa o clube no seu site oficial.


"Às 17:30 de Portugal continental, em conferência de imprensa, Nuno Espírito Santo e um jogador farão a antevisão do desafio com a Juventus", refere o clube na mesma nota publicada no site.

No primeiro jogo, no estádio do Dragão, a Juventus venceu o FC Porto por 2-0.

Lista dos 21 convocados:


Guarda-redes: Casillas e José Sá.
Defesas: Maxi Pereira, Boly, Marcano, Alex Telles, Felipe e Layun.
Médios: Rúben Neves, Herrera, André André, Danilo Pereira, Oliver Torres, Otávio e João Teixeira.
Avançados: Brahimi, Depoitre, André Silva, Corona, Diogo Jota e Soares.

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.