sicnot

Perfil

Desporto

Federação iraniana reitera apoio ao selecionador Carlos Queiroz

© Edgar Su / Reuters

A federação iraniana de futebol reiterou o apoio ao selecionador Carlos Queiroz, após o seu pedido de demissão, disse esta sexta-feira o treinador português.

"Face às dificuldades assumidas pela federação no apoio à seleção nacional, apresentei o pedido de demissão, preservando o profissionalismo da equipa técnica e do grupo de jogadores, e defendendo os interesses da seleção.

A direção da federação acabou por reiterar a nossa continuidade manifestando toda a confiança no nosso trabalho", afirmou Carlos Queiroz.

Após cinco jornadas, o Irão lidera o Grupo A de qualificação asiática para o Mundial2018, com 11 pontos, mais um do que a Coreia do Sul e mais dois do que o Uzbequistão, e vai defrontar os dois últimos classificados do agrupamento, o Qatar, na quinta-feira, e a China, a 28 de março.

"Vamos prosseguir com o máximo empenho e dedicação, dentro daquilo que são as possibilidades e exigências da federação iraniana, que mais uma vez se comprometeu em tentar fazer tudo para ultrapassar as dificuldades existentes", concluiu Carlos Queiroz.

Durante a preparação para os dois jogos oficiais, em Teerão, a seleção iraniana vai defrontar o Iraque, no sábado, num encontro particular, à porta fechada.

Em janeiro último, a direção da federação iraniana decidiu não aceitar o pedido de demissão apresentado pelo português, que já tinha chegado a acordo o presidente federativo para a rescisão sem contrapartidas para as partes.

Antes, Queiroz, que comanda a seleção asiática desde 2011 e tem contrato até ao final do Mundial2018, já tinha apresentado um primeiro pedido de demissão, em fevereiro de 2016, que foi revogado em maio último, após ter recebido o apoio do governo e da federação iraniana.

Nas últimas semanas, Queiroz procedeu à observação de vários jogadores iranianos a atuar no estrangeiro.

Lusa

  • Proteção Civil passa a ter Secretaria de Estado
    1:13

    País

    O Governo criou uma nova Secretaria de Estado da Proteção Civil, que vai ser liderada por José Artur Tavares Neves. Esta é a principal novidade da remodelação governamental que envolve quatro Secretários de Estado, dois deles foram reconduzidos nos cargos.

  • ANACOM apresenta recomendações para melhorar redes de telecomunicações
    1:17

    País

    A ANACOM entregou um conjunto de recomendações ao Governo, Parlamento, municípios e operadores de telecomunicações. A autoridade reguladora em Portugal das comunicações eletrónicas propõe que os cabos aéreos de telecomunicações sejam substituídos por cabos subterrâneos, entre outras coisas. O objetivo é impedir que as redes fiquem em baixo perante incêndios ou outras catástrofes.

  • Ministra do Mar não aceita suspensão da pesca da sardinha
    2:39

    Economia

    O organismo científico que aconselha a Comissão Europeia em matéria de pescas recomendou esta sexta-feira que Portugal e Espanha não pesquem sardinha no próximo ano. A Ministra do Mar não aceita esta recomendação de capturas zero e vai propor uma redução do limite de capturas de sardinha das 17 mil toneladas deste ano para cerca de 14 mil em 2018.

  • Atividade económica regista crescimento

    Economia

    A atividade económica portuguesa está a crescer ao maior ritmo dos últimos 17 anos. O crescimento registado em setembro é o mais elevado desde janeiro de 2000. Já o consumo privado registou uma diminuição face a agosto.

    SIC