sicnot

Perfil

Desporto

FC Porto recebe Vitória de Setúbal com a liderança da I Liga à vista

O FC Porto pode chegar hoje à liderança da I Liga portuguesa de futebol, se vencer em casa o Vitória de Setúbal, o que lhe permitirá destronar o Benfica antes do clássico da Luz a 1 de abril.

No sábado, o Benfica empatou a zero em Paços de Ferreira, e deixou o comando ao alcance dos 'dragões', que poderão sair da 26.ª jornada com um ponto de vantagem sobre os 'encarnados' e pela primeira vez isolados no liderança do campeonato 2016/17.Separados do Benfica por um ponto desde a 19.ª jornada, os 'azuis e brancos' devem apresentar-se no domingo no Estádio do Dragão na máxima força, depois de o mexicano Corona ter treinado sem limitações no sábado.Frente ao FC Porto, o Vitória de Setúbal está impedido de utilizar o médio Mikel Agu e o avançado Zé Manuel por estarem cedidos pelos 'dragões'. Depois de cumprir castigo, o defesa Nuno Pinto volta a ser opção para o treinador José Couceiro.
- Sexta-feira, 17 mar:Estoril-Praia - Boavista, 0-0- Sábado, 18 mar: Belenenses - Sporting de Braga, 1-2 (1-2)Moreirense - Tondela, 1-1 (0-1)Sporting - Nacional, 2-0 (2-0)Paços de Ferreira - Benfica, 0-0- Domingo, 19 mar:Marítimo - Arouca, 16:00 (SportTV1)Feirense - Desportivo de Chaves, 16:00 (SportTV5)FC Porto - Vitória de Setúbal, 18:00 (SportTV1)Vitória de Guimarães - Rio Ave, 20:15 (SportTV1)

  • À redescoberta da Madeira, 16 anos depois
    1:59
  • Esquerda contra a venda do Novo Banco
    1:51

    Economia

    O futuro do Novo Banco promete agitar a maioria de esquerda nas próximas semanas. O Bloco de Esquerda e o PCP estão contra os planos de privatização e insistem que a solução é nacionalizar o banco. O Bloco de Esquerda defende que privatizar 75% é o pior de dois mundos. Já o PCP diz que o banco deve ser integrado no setor público.

  • Identificadas 10 mil vítimas de violência em 2016
    1:32

    País

    Há cada vez mais homens e idosos a pedirem ajuda à Associação Portuguesa de Apoio à Vítima. Segundo o relatório anual da APAV conhecido esta segunda-feira, foram identificadas quase 10 mil vítimas de violência no ano passado. Cerca de 80% são mulheres casadas e com cerca de 50 anos.