sicnot

Perfil

Desporto

FC Porto de regresso aos treinos sem oito internacionais

O FC Porto regressou esta segunda-feira ao trabalho, após o assalto falhado à liderança da I Liga de futebol, no empate frente ao Vitória de Setúbal, com uma sessão marcada pela ausência de oito internacionais.

De acordo com o sítio dos 'dragões', Danilo e André Silva (seleção A), Rúben Neves e Diogo Jota (seleção sub-21), Rui Pedro (seleção sub-19), Herrera e Layún (México) e Maxi (Uruguai) falharam a sessão por se encontrarem envolvidos em compromissos internacionais.

Sem qualquer jogador entregue aos cuidados do departamento médico, o treinador Nuno Espírito Santo chamou ao treino do plantel principal o guarda-redes da equipa de sub-19 Ricardo Silva.

O plantel do FC Porto cumpre terça-feira um dia de folga, e retoma os treinos na quarta-feira, pelas 10:30, no Olival, com uma sessão que terá os primeiros 15 minutos abertos à comunicação social.

Com o campeonato parado para a realização dos compromissos das seleções, o próximo jogo dos 'dragões' é a 1 de abril, frente ao líder e tricampeão Benfica, no Estádio da Luz, para a 27.ª jornada da I Liga.

Lusa

  • A Verdade sobre a Mentira
    35:13
  • Elemento dos Super Dragões com medida de coação mais gravosa
    1:37

    Desporto

    Os seis arguidos da Operação Jogo Duplo, que investiga crimes de corrupção e viciação de resultados na II Liga de futebol, saíram em liberdade. A medida de coação mais gravosa é para um membro da claque Super Dragões, que terá de pagar uma caução de 5 mil euros.

  • "A Venezuela sofreu um Madurazo"
    0:32
  • "Leiam os meus lábios. Não!"
    0:12

    Mundo

    Vladimir Putin participou esta quinta-feira numa conferência, no Ártico. Questionado sobre se a Rússia tinha interferido nas últimas eleições dos Estados Unidos da América, o Presidente voltou a negar qualquer interferência, com uma frase que pensava pertencer a Ronald Reagan, mas que na verdade foi proferida por George Bush.

  • A provocação de Juncker a Trump
    0:40

    Mundo

    Jean-Claude Juncker lançou esta quinta-feira uma provocação a Donald Trump. No último dia do congresso do PPE, o presidente da Comissão Europeia disse que, se Trump incentivar outros países a sair da União Europeia, ele próprio vai apoiar a independência do Ohio e do Texas