sicnot

Perfil

Desporto

Seleção nacional faz check-in em Cascais

MIGUEL A. LOPES

A seleção portuguesa de futebol concentra-se hoje em Cascais, tendo em vista o duelo com a Hungria, de qualificação para o Mundial 2018, esperando-se a chegada dos 25 jogadores convocados pelo selecionador Fernando Santos até às 23:30.

Os defesas Pepe, Eliseu e Cédric e o médio João Moutinho são as novidades na convocatória de Portugal, que também vai defrontar a Suécia num particular, enquanto Nani ficou fora das opções de Fernando Santos devido a lesão.

Os jogadores têm até às 23:30 para se apresentar numa unidade hoteleira de Cascais e não está agendado qualquer contacto com a comunicação social.

Na terça-feira, na Cidade do Futebol, em Oeiras, a seleção nacional realiza o primeiro treino, numa sessão agendada para as 11:00.

O jogo com a Hungria, do Grupo B de qualificação para o Mundial 2018, está marcado para 25 de março, no Estádio da Luz, às 19:45, enquanto o particular com a Suécia disputa-se a 28, à mesma hora, no Estádio do Marítimo, no Funchal.

Os 25 convocados:

  • Guarda-redes: Rui Patrício (Sporting), Anthony Lopes (Lyon/Fra) e Marafona (Sporting de Braga).
  • Defesas: Nelson Semedo (Benfica), João Cancelo (Valência/Esp), Bruno Alves (Cagliari/Ita), Luís Neto (Zenit/Rus), José Fonte (Southampton/Ing), Raphael Guerreiro (Borussia Dortmund/Ale), Pepe (Real Madrid/Esp), Eliseu (Benfica) e Cédric (Southampton/Ing).
  • Médios: William Carvalho (Sporting), Danilo Pereira (FC Porto), Pizzi (Benfica), Renato Sanches (Bayern Munique/Ale), João Mário (Inter Milão/Ita), André Gomes (FC Barcelona/Esp) e João Moutinho (Mónaco/Fra).
  • Avançados: Bernardo Silva (Mónaco/Fra), Ricardo Quaresma (Besiktas/Tur), Gelson Martins (Sporting), Cristiano Ronaldo (Real Madrid/Esp), Éder (Lille/Fra) e André Silva (FC Porto).

Lusa


  • Costa defende legalização da eutanásia como forma de "alargar a liberdade"
    0:42
  • Duquesa de Sussex já tem brasão

    Harry & Meghan

    O Palácio de Kensington apresentou esta sexta-feira o brasão da Duquesa de Sussex, Meghan Markle. O brasão foi criado pelo College of Arms mas teve a ajuda da duquesa para que este fosse "pessoal e representativo".

    SIC