sicnot

Perfil

Desporto

Vardy admite que recebeu ameaças de morte após saída de Ranieri

O avançado inglês admitiu esta segunda-feira que recebeu, através das redes sociais, ameaças de morte depois de o Leicester ter despedido o treinador Cláudio Ranieri, que conduziu a equipa ao título de campeão inglês de futebol.

O treinador italiano deixou o clube, ainda campeão em título, há cerca de um mês, com a equipa a lutar pela manutenção, tendo sido noticiado que Vardy teria tido influência na saída de Ranieri.

No estágio da seleção inglesa, Vardy referiu que tem recebido "ameaças de morte à família, filhos", sobretudo nas redes sociais, mas também tem sido abordado na rua.

"Os adeptos de futebol não parecem gostar de mim. Eu deixo andar, mas quando as pessoas abordam a tua mulher quando ela está a conduzir sozinha, com as crianças na parte de trás do carro, não é bom. Já aconteceu várias vezes", lamentou.

O avançado negou ter estado em reuniões que levaram ao despedimento de Ranieri, revelando que numa dos dias em que alegadamente tinha tido um encontro passou três horas num controlo antidoping.

Lusa

  • Maria Cavaco Silva "muito espantada" com caso Raríssimas
    0:56

    País

    Maria Cavaco Silva disse hoje que ficou surpreendida e preocupada com as suspeitas de irregularidades na associação Raríssimas. A ex-primeira dama garante que desconhecia a situação e afirma que Portugal não é "abonado" ao ponto de poder desperdiçar o trabalho feito, lembrando que os utentes não podem sofrer com a polémica.

  • Lince ibérico esteve à venda no OLX

    País

    Um anúncio de venda de um lince ibérico, por 1.500 euros, foi publicado esta semana no site de classificados OLX, com uma morada de Alcoutim, no Algarve. A autenticidade da publicação não foi confirmada, mas em setembro foi encontrada a coleira de um lince ibérico precisamente em Alcoutim. As autoridades estão a investigar.

    SIC

  • "O futuro da Autoeuropa não está em causa"
    0:43

    Economia

    O secretário de Estado do Trabalho apelou a que os partidos não se intrometam nas negociações entre os trabalhadores e a administração da Autoeuropa. Em entrevista à Edição da Noite da SIC Notícias, Miguel Cabrita afastou a hipótese de estar em causa o encerramento da fábrica de Palmela. 

  • Uma "Árvore da Esperança" pelas vítimas dos fogos
    2:01
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28