sicnot

Perfil

Desporto

Portugal realiza primeiro treino sem Anthony Lopes e com Pepe em dúvida

Anthony Lopes, guarda-redes do Lyon, apresentou-se na seleção com algumas dores, depois do jogo de domingo com o PSG.

CHRISTOPHE PETIT TESSON

A seleção portuguesa de futebol começa hoje a preparar o embate com a Hungria, de qualificação para o Mundial 2018, numa sessão de treino em que Anthony Lopes é baixa certa e Pepe estará em dúvida.

O defesa central, que está de regresso às opções de Fernando Santos depois de ter cumprido castigo, falhou os últimos jogos do Real Madrid devido a problemas físicos, incluindo o encontro com o Athletic Bilbau (2-1) no fim de semana passado, e poderá não estar em condições de participar no apronto.

Certa será a ausência do guarda-redes Anthony Lopes, jogador do Lyon, que se apresentou na seleção com algumas dores e vai ser reavaliado durante a manhã.

Além de Pepe, Cedric Soares, João Moutinho e Eliseu estão igualmente de volta aos trabalhos da seleção nacional, que também vai defrontar a Suécia, mas em jogo particular.

O treino está agendado para as 11:00, na Cidade do Futebol, em Oeiras. Antes, às 10:30, um dos 25 jogadores convocados pelo selecionador nacional falará aos jornalistas em conferência de imprensa.

O jogo com a Hungria, do Grupo B de qualificação para o Mundial2018, está marcado para 25 de março, no Estádio da Luz, às 19:45, enquanto o particular com a Suécia disputa-se a 28, à mesma hora, no Estádio do Marítimo, no Funchal.

Lusa

  • Mação volta a enfrentar dias de pânico
    3:33
  • Fogo obrigou à evacuação de 6 aldeias do concelho do Sardoal
    1:56

    País

    O incêndio que chegou ao Sardoal obrigou à evacuação de seis aldeias. As pessoas foram encaminhadas para as instalações da Santa Casa da Misericórdia e vão regressando ao longo do dia de hoje. A A23 foi reaberta de madrugada, depois de ter estado várias horas cortada nos dois sentidos .

  • Ministra admite que a maioria dos incêndios começaram por mão humana
    1:57

    País

    A Ministra da Administração Interna admitiu esta quarta-feira que a maioria dos incêndios deste ano começaram por mão humana, mas Constança Urbano de Sousa entende que é cedo para tirar outras conclusões. Já o vice-presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, Adelino Gomes, diz que não há duvidas e fala em terrorismo organizado. 

  • Sismo na região de Lisboa sentido num raio de 150km
    3:19