sicnot

Perfil

Desporto

Bayern Munique faz queixa da polícia espanhola à UEFA

Reuters Staff

O Bayern Munique apresentou queixa esta quarta-feira junto da UEFA em relação ao comportamento da polícia espanhola para com os adeptos bávaros, no jogo de futebol de terça-feira frente ao Real Madrid, no Estádio Santiago Bernabéu.

"No intervalo do jogo entre o FC Bayern e o Real Madrid aconteceram fortes ataques da polícia espanhola contra os adeptos do FC Bayern", começa por dizer o clube alemão, que foi afastado nos quartos de final da Liga dos Campeões.

Os alemães consideram que o procedimento da polícia foi "desajustado e desmedido" e que, por isso, entendeu apresentar a queixa à UEFA e pedir explicações junto das autoridades espanholas.

Os incidentes aconteceram ao intervalo, quando o jogo empatado sem golos, o Bayern viria a perder por 4-2 no prolongamento e a ser eliminado. O canal alemão Sky referenciou durante a transmissão o "comportamento desproporcional" da polícia.

O jogo terminou nos 90 minutos com uma vantagem de 2-1 para o Bayern, já sem o médio chileno Arturo Vidal, expulso, e obrigou a um prolongamento, com o Real Madrid a virar o resultado para 4-2.

Cristiano Ronaldo foi a grande figura desta segunda mão dos quartos de final, ao marcar um "hat-trick", que o faz ser o primeiro jogador da história a chegar aos 100 golos na competição.

Lusa

  • Presidente visita zonas afetadas pelos fogos
    2:00

    País

    Numa visita inesperada, o Presidente da República esteve esta manhã em Vouzela, um dos concelhos mais atingidos pelos incêndios. Marcelo Rebelo de Sousa vai estar nos próximos dias no distrito de Viseu.

  • "Viverei com o peso na consciência até ao último dia"
    3:00
  • A fotografia que está a correr (e a impressionar) o Mundo

    Mundo

    A fotografia de uma cadela a carregar, na boca, o cadáver calcinado da cria está a comover o mundo. Entre as muitas fotografias que mostram o cenário causado pelos incêndios que devastaram a Galiza nos últimos dias, esta está a causar especial impacto. O registo é do fotógrafo Salvador Sas, da agência EFE. A imagem pode impressionar os mais sensíveis.