sicnot

Perfil

Desporto

Treinador do Dortmund diz que detenção de suspeito do atentado pode ajudar equipa

Leon Kuegeler

O técnico do Borussia de Dortmund, Thomas Tuchel, considerou esta sexta.feira que a detenção de um suspeito vai ajudar os seus futebolistas a superar o trauma do atentado de 11 de abril.

"Estou convencido que para todos nós, que fomos atingidos diretamente, é muito importante haver uma explicação. Se os motivos forem esclarecidos, isso vai ajudar-nos muito a superar", disse o técnico durante a conferência de imprensa de lançamento do jogo da próxima jornada da liga alemã diante do Borussia Moenchengladbach.

A polícia alemã anunciou na manhã de hoje ter detido um homem suspeito de ter tentado dizimar a equipa germânica para poder especular a queda das ações na bolsa.

"Para mim, é impossível compreender, emocionalmente ou racionalmente, que se possa fazer uma coisa assim", prosseguiu o técnico, acrescentando que os próximos jogos da sua equipa serão "entre parênteses", até porque diz não se sentir capaz de exigir aos seus jogadores o mesmo nível que vinham patenteando.

Touchel refere ainda que agora pretende encontrar um equilíbrio justo entra a exigência competitiva e o direito de respeitar os jogadores. "O meu trabalho é encontrar um equilíbrio. Somos desportistas de alto nível, não precisamos de desculpas ou de álibis, mas esta situação é excecional", disse.

As medidas de segurança em redor da equipa, que para o técnico são compreensíveis, causam, no entanto, um sentimento de angústia: "Ver os policiais à nossa volta, fortemente armados, faz-nos sentir que a situação não é normal.

"Entretanto, Hans-Joachim Watzke, diretor-executivo do clube, anunciou hoje que o Borussia está em vias de criar uma unidade de proteção aos seus jogadores. "Efetuei nos últimos dias algumas entrevistas a especialistas em segurança, alguns ex-membros do GSG9 (unidade de elite da polícia) e do BKA (polícia criminal federal)", disse o patrão do Borussia Dortmund, acrescentando que o clube vai gastar muito dinheiro no reforço da segurança da equipa.

O Borussia de Dortmund foi vítima, em 11 de abril, de um atentado quando se encaminhava para o estádio para defrontar o Mónaco, na primeira mão dos quartos de final da Liga dos Campeões.Na ocasião, explodiram três engenhos, tendo resultado feridos o defesa espanhol Marc Bartra e um polícia que fazia escolta à equipa.

Lusa

  • Porque erram os árbitros?
    2:03

    Desporto

    Num momento em que a polémica em redor da arbitragem está acesa e que nem o videoárbitro parece ter contribuído para a pacificar o futebol, em Leiria juntaram-se treinadores e homens do apito para se entender porque erram os árbitros.

  • "Não andámos a tomar calmantes, nem a dar abracinhos"
    0:52

    Desporto

    Rui Vitória recusa atirar a toalha ao chão. O treinador do Benfica acredita que ainda muito pode acontecer e revela a motivação da equipa depois da derrota com o FC Porto na Luz, que levou à perda da liderança a quatro jornadas do fim.

  • "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos"

    Mundo

    "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos", esta foi apenas uma das declarações de Karl Lagerfeld sobre as denúncias de abuso sexual, que estão a marcar o mundo do cinema, da música e da moda. Numa entrevista, o diretor criativo da Chanel e da Fendi declarou mesmo que estava farto do #MeToo, o movimento usado para denunciar estes casos de abusos por todo o mundo.

    SIC

  • Viagem de balão para ver as cerejeiras em flor
    14:27
  • Niassa foi o 4.º lince-ibérico libertado a ser atropelado em Portugal
    1:33

    País

    Uma fêmea de lince-ibérico foi encontrada morta com sinais de atropelamento na A22, próximo de Olhão. A fêmea, criada em cativeiro, tinha sido libertada no Vale do Guadiana em fevereiro de 2017. É o quarto lince-ibérico, que tinha sido libertado na natureza, que morre atropelado em Portugal.

  • "Há uma aceitação do lince no território"
    3:33

    País

    Apesar de já se terem registado em Portugal quatro atropelamentos de linces libertados na natureza, em entrevista à SIC, Pedro Rocha, do Departamento do Alentejo do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), disse que o programa de reintrodução "tem corrido bastante bem", não só devido às condições do habitat e disponibilidade de alimento, mas também porque "há uma aceitação do lince no território". Desde 2015, foram libertados no Vale do Guadiana 33 linces e 16 já nasceram em estado selvagem.

  • EUA acusam Síria de tentar apagar provas de alegado ataque químico em Douma
    1:28
  • Já pode escolher uma morte amiga do ambiente

    Mundo

    Preocupa-se com o ambiente? Recicla? Prefere andar a pé ou partilhar transportes? Então saiba que a partir de agora a morte também pode ser amiga do ambiente. Desde caixões degradáveis de vime a cremação líquida, já é possível diminuir o impacto ambiental da morte.

    SIC

  • O "anjo" que quer ensinar raparigas a programar
    2:59