sicnot

Perfil

Desporto

Real Madrid sem Ronaldo e com Fábio Coentrão goleia em Granada

PEPE TORRES

O Real Madrid, sem vários titulares, entre eles Cristiano Ronaldo, não sentiu dificuldades para golear este sábado na visita ao terreno do Granada (4-0), na 36.ª jornada da Liga espanhola de futebol.

O treinador dos 'merengues', Zinedine Zidane, nem sequer convocou Cristiano Ronaldo para o poupar - o Real tem já na próxima quarta-feira o embate da segunda mão da Liga dos Campeões, com o Atlético Madrid, no Vicente Calderón - e deixou no 'banco' titulares como Marcelo, Modric, Toni Kroos, apesar de ter outros lesionados como Carvajal, Varane, Gareth Bale e Pepe.

Nem mesmo com essas ausências, o Real Madrid deixou de 'passear' a sua supremacia em Granada, resolvendo o jogo bem cedo e confirmando que a 'segunda' equipa dos 'merengues' dá boa conta do recado quando chamada à ação.

Dois golos do colombiano James Rodriguez, aos três e 11 minutos, o segundo dos quais após cruzamento da linha de fundo, de grande qualidade, do internacional português Fábio Coentrão, que regressou à titularidade após longa ausência, e outros dois de Álvaro Morata, aos 30 e 35, resolveram o destino da partida e permitiram ao Real Madrid gerir a vantagem na segunda parte.

Noutra partida deste sábado, o rival FC Barcelona, com o qual disputa 'ombro a ombro' o título, goleou o Villarreal por 4-1, em Camp Nou, com golos do brasileiro Neymar, aos 21 minutos, do argentino Lionel Messi, aos 45 e 82, este de penálti, e do uruguaio Luis Suárez, aos 69.

O Villarreal ainda chegou a igualar (1-1), pelo avançado congolês Cedric Bakambu, aos 32, mas foi impotente para travar o poderio ofensivo dos catalães.

O internacional português André Gomes entrou aos 83 minutos, a substituir o médio croata Ivan Rakitic.

Com estes resultados, a luta pelo título mantém-se acesa quando faltam duas jornadas para o fim, com o FC Barcelona na liderança, com 84 pontos, os mesmos do Real Madrid, que tem menos um jogo -- com o Celta, em Vigo --, enquanto o Atlético Madrid, terceiro classificado, tem um atraso de dez pontos para ambos.

Lusa

  • Hospitais vão ser penalizados se não cumprirem tempos de espera
    2:37

    País

    O Ministério da Saúde vai penalizar os hospitais que não cumprem os tempos de espera nas urgências e que tenham taxas elevadas de cesarianas. O novo modelo de financiamento prevê ainda linhas de financiamento próprio para a obesidade e rastreios do cancro do cólon e do colo do útero.

  • Assédio, até onde vai a tolerância?
    35:26