sicnot

Perfil

Desporto

Manchester United perde com Arsenal por 2-0

FACUNDO ARRIZABALAGA

O Manchester United de José Mourinho foi este domingo derrotado no terreno do Arsenal por 2-0, e atrasou-se na luta pelo acesso à Liga dos Campeões, na 36.ª jornada do campeonato inglês de futebol.

Em Londres, o suíço Xhaka e Welbeck, antigo jogador dos red devils, fizeram os golos dos gunners, aos 54 e 57 minutos, e deram a Arséne Wenger, técnico dos londrinos, a primeira vitória sobre José Mourinho em jogos a contar para a Premier League.

Com este resultado, o Manchester United ficou a quatro pontos do quarto lugar, que garante o acesso à pré-eliminatória da Champions e é ocupado pelo Manchester City, e tem o quinto posto em perigo, já que o Arsenal, sexto, colocou-se a dois pontos e tem menos um jogo disputado.

Frente aos gunners, Mourinho poupou vários habituais titulares, como Paul Pogba, Rashford, Lingard, Bailly e Blind, já que na quinta-feira joga o acesso à final da Liga Europa frente ao Celta Vigo. O vencedor da prova garante um lugar na Liga dos Campeões da próxima época.

Antes, o Liverpool empatou a zero na receção ao Southampton, complicando também as suas contas de apuramento para a Champions 2017/18.
A prova é liderada pelo Chelsea, com 81 pontos (34 jogos), contra 77 do Tottenham (35), 70 do Liverpool (36), 69 do Manchester City (35), 65 do Manchester United (35) e 63 do Arsenal (34).

Lusa

  • Manuel Delgado demitiu-se devido a "grave violação da privacidade"

    País

    O ex-secretário de Estado da Saúde diz que apresentou a demissão para "não perturbar nem criar qualquer tipo de embaraço ao normal funcionamento do Governo". Num comunicado emitido hoje, Manuel Delgado esclarece que foi remunerado pelo trabalho de consultor na Raríssimas "muito antes" da entrada no Governo e acrescenta que respeitou na íntegra todo o quadro legal e ético.

  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55

    Economia

    Os trabalhadores independentes vão descontar menos para a Segurança Social já no próximo ano. A taxa vai descer dos 29,6% por cento para os 21,4%. A descida será compensada por um aumento das contribuições pagas pelos patrões. Há também alterações em caso de desemprego e o subsídio de doença passa a ser pago ao fim de 10 dias em vez de 31.

  • Tripulantes da TAP acusam companhia de desrespeitar compromissos
    3:16

    Economia

    O Sindicato que representa os tripulantes da TAP acusa a empresa de estar a violar a lei. A companhia aérea portuguesa denunciou unilateralmente o acordo de empresa com os tripulantes e apresentou novas condições, que o sindicato considera indignas. Diz que os tripulantes fizeram esforços pela companhia no verão e que agora estão a ser desrespeitados.

  • Uma "Árvore da Esperança" pelas vítimas dos fogos
    2:01
  • Bebé nasce com coração fora do peito e sobrevive
    2:06
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28