sicnot

Perfil

Desporto

Dick Advocaat é o novo selecionador da Holanda

Osman Orsal

A Federação Holandesa de Futebol (KNVB) confirmou esta terça-feira Dick Advocaat como selecionador, com o técnico a assumir pela terceira vez na sua carreira a equipa laranja, num momento complicado no apuramento para o Mundial2018.

Advocaat, de 69 anos, substitui no cargo Danny Blind, despedido a 26 de março na sequência da má campanha da Holanda no grupo A de qualificação para o Mundial, no qual é quarta classificada, após perder com a Bulgária (2-0).

Num momento crítico para a equipa, o diretor técnico da KNVB, o ex-futebolista Hans van Breukelen, disse que a Holanda enfrenta "dois cenários possíveis".

"Ou olhamos a longo prazo, ou fazemos tudo o que é possível para nos qualificarmos para o Mundial2018", disse Van Breukelen, mostrando-se satisfeito com a escolha de Advocaat, atual técnico do Fenerbahçe, para a seleção.

À frente da seleção holandesa, o técnico terá a complicada tarefa de conseguir um lugar na qualificação para o Mundial2018, quando a Holanda é quarta no seu grupo, atrás de França, Suécia e Bulgária.

Com cinco jornadas disputadas, os holandeses têm apenas sete pontos, enquanto a França tem 13, a Suécia 10 e a Bulgária nove, num apuramento que qualifica diretamente apenas o primeiro e os oito melhores segundos disputarão um play-off.

O técnico esteve à frente da seleção em 1992/95 e 2002/04, num percurso em que treinou também a Bélgica, Sérvia, Emirados Árabes Unidos e a Coreia do Sul, além de clubes como Sunderland, PSV, AZ Alkmaar, Zenit ou Rangers.

A Holanda terá jogos particulares com Marrocos, a 31 de maio, e Costa do Marfin, a 4 de junho, antes de receber o Luxemburgo a 9 de maio, em novo jogo de qualificação do grupo A da zona europeia para o Mundial2018.

Lusa

  • "A nossa lei tem demasiados buracos"
    0:44

    País

    Rui Cardoso acusa a classe política de não querer resolver os problemas da corrupção em Portugal. Entrevistado na Edição da Noite da SIC Notícias o magistrado do Ministério Público considera que ainda há um longo caminho a percorrer no combate à corrupção.

  • Salah Abdeslam deixa cadeira vazia na leitura da sua sentença
    2:05

    Mundo

    O único suspeito vivo dos ataques de Paris em 2015 foi esta segunda-feira condenado a 20 anos de prisão por um tribunal belga, num processo paralelo: um tiroteio em março de 2016, em Bruxelas. Tanto Salah Abdeslam como o cúmplice não quiseram estar na leitura da sentença. O julgamento de Salah Abdeslam pelos ataques de Paris só deverá acontecer no próximo ano, em França.

  • Beyoncé e a irmã caem e o vídeo torna-se viral

    Cultura

    Beyoncé voltou este fim de semana a subir ao palco do Coachella, depois de ter atuado na primeira semana do festival que decorreu no deserto da Califórnia, nos EUA. A cantora norte-americana voltou a brilhar, mas foi o momento em que caiu no palco com a irmã, Solange, que acabou por se tornar viral.

    SIC

  • Cientistas querem sequenciar genomas de 15 milhões de espécies

    Mundo

    Um consórcio internacional de cientistas, que por enquanto não inclui portugueses, propõe-se sequenciar, catalogar e analisar os genomas (conjuntos de informação genética) de 15 milhões de espécies, uma tarefa que levará dez anos a fazer, foi divulgado esta segunda-feira.