sicnot

Perfil

Desporto

Javier Moreno expulso da Volta a Itália depois de agressão a Diego Rosa

(Arquivo)

Stringer .

O ciclista espanhol Javier Moreno (Bahrain-Mérida) foi esta terça-feira expulso da 100.ª edição da Volta a Itália em bicicleta depois de ter agredido o italiano Diego Rosa (Sky), anunciou o júri da prova depois da quarta etapa.

As imagens televisivas mostram o espanhol a empurrar Rosa, de 28 anos, que viria a cair, durante a subida ao Etna, da quarta etapa, vencida pelo esloveno Jan Polanc (UAE Team Emirates).

O ciclista, que participava na prova pela segunda vez e estava em 83.º na geral individual, foi multado em 200 francos suíços (182 euros) e está afastado da prova, numa medida tomada pelo júri do Giro em conformidade com a legislação da União Ciclista Internacional (UCI).

Moreno, de 32 anos, é companheiro de equipa de Vincenzo Nibali, vencedor em 2016 da 'corsa rosa', com o italiano a perder um dos ciclistas que tinha como apoio nas etapas de montanha.

A edição centenária da Volta a Itália, que decorre até 28 de maio, é liderada ao fim de quatro etapas pelo luxemburguês Bob Jungels (Quick-Step Floors), à frente do britânico Geraint Thomas, colega de equipa de Diego Rosa na Sky, e do britânico Adam Yates (Orica-Scott).

Lusa

  • Novo regime dos recibos verdes "acaba com as injustiças dos escalões"
    1:10
  • Brinquedos tecnológicos para oferecer no Natal
    5:33
  • Aniversário de Marcelo passado nas comemorações dos 700 anos da Marinha
    1:45

    País

    O Presidente da República defende que é preciso continuar a investir na Armada, nas pessoas, nas capacidades e no apoio de retaguarda. No dia em que fez 69 anos, Marcelo Rebelo de Sousa esteve nas comemorações dos 700 da Marinha, onde sublinhou os sete séculos de conquistas e de combates navais.

  • Costa anuncia reunião sobre neutralidade carbónica em fevereiro
    2:03

    País

    O Presidente francês defende que é preciso ir mais longe e mais rápido na luta contra as alteração climáticas, numa resposta à decisão de Donald Trump de retirar os EUA do Acordo de Paris. Em fevereiro, será a vez de Portugal organizar uma reunião sobre energia e transportes.