sicnot

Perfil

Desporto

Marc Bartra anseia pelo regresso e quer jogar a final da Taça da Alemanha

Reuters Staff

Marc Bartra, o futebolista espanhol ferido no atentado ao autocarro do Borussia Dortmund a 11 de abril, afirmou esta quinta-feira que regressa com "mais vontade do que nunca" e quer jogar a final da Taça da Alemanha.

"Quando vejo uma bola, esqueço tudo o que me rodeia. Tenho desejo de correr, de treinar, de competir, de estar com os meus companheiros, como nunca senti antes", desabafou Bartra à imprensa, após o regresso aos treinos.

O central espanhol espera ainda ser convocado esta semana ou na próxima, numa altura em que faltam dois jogos para o final do campeonato alemão, e aponta como objetivo estar apto para a final da Taça da Alemanha, marcada para 27 de maio, frente ao Eintracht Frankfurt.

"Depois de todos os títulos que ganhei com o FC Barcelona, quero ganhar uma Taça na minha primeira época no Borussia", disse Bartra, que representou o clube catalão entre 2011 e 2015, período em que conquistou três vezes o campeonato de Espanha e duas a Liga dos Campeões.

Uma cicatriz de cinco centímetros no braço e uma cinta a proteger o antebraço operado devido a uma fratura do rádio são as sequelas físicas visíveis de um atentado sobre o qual Bartra tem dificuldade em falar: "A dor, o pânico, a insegurança, foi o pior momento da minha vida".

Marc Bartra ficou ferido na sequência de uma explosão que atingiu o autocarro que transportava os jogadores do Borussia Dortmund, no dia 11 de abril, quando se preparava para partir para o estádio Signal Iduna Park, onde ia defrontar os franceses do Mónaco, em jogo da primeira mão dos quartos de final da Liga dos Campeões.

Lusa

  • "O Benfica é atacado e não há ninguém que fale e que dê a cara?"
    6:05
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    Depois do artigo publicado no blog "Geração Benfica", Rui Gomes da Silva reiterou esta segunda-feira, em O Dia Seguinte da SIC Notícias, algumas das críticas à estrutura do clube. O antigo vice-presidente do Benfica defendeu Luís Filipe Vieira, Rui Vitória e Nuno Gomes. E acusou novamente Rui Costa de passividade e os vice-presidentes de não darem a cara. 

  • As primeiras imagens do furacão Maria pelas Caraíbas
    2:44
  • "Myanmar não teme o escrutínio internacional"
    1:07
  • Exercício e pastilha elástica: o que faz o país com mais idosos no mundo
    1:17