sicnot

Perfil

Desporto

Roma vence a Juventus por 3-1

Max Rossi

A Roma venceu este domingo a Juventus, por 3-1, para a 36.ª jornada da liga italiana de futebol, e impediu a 'vecchia signora' de comemorar a conquista do sexto título consecutivo, que se encontrava à distância de um ponto.

Um empate bastava à Juventus para comemorar o hexacampeonato no Estádio Olímpico, mas a Roma, segunda classificada, agora a cinco pontos da líder, não o permitiu e manteve a luta pelo título em aberto para as duas últimas jornadas.

A Juventus, finalista da Liga dos Campeões com o Real Madrid, marcou primeiro pelo gabonês Mario Lemina, aos 21 minutos, mas a Roma deu a volta com golos de Daniele de Rossi, aos 25, Stephan El Shaarawy, aos 56, e do belga Radja Nainggolan, aos 65.

O Sassuolo, 13.º classificado, venceu por 2-1 em casa do Inter Milão, do português João Mário, com dois golos de Pietro Iemmello, aos 36 e 50 minutos. A formação milanesa, oitava classificada, reduziu por Eder Martins, aos 70 minutos.

A duas jornadas do fim do campeonato, o Inter enfrenta dificuldades de assegurar a presença na Liga Europa da próxima época, permanecendo no oitavo lugar, com 56 pontos, menos quatro do que o rival AC Milan, sexto, que ocupa a última posição 'europeia', e menos três do que a Fiorentina, de Paulo Sousa, sétima.

O Nápoles, segundo classificado, goleou em casa do Torino (9.º), por 5-0, numa partida em que para a história ficam os golos do espanhol José Callejón, aos 07 e 76 minutos, Lorenzo Insigne, aos 60, do belga Dries Mertens, aos 72, e do polaco Piotr Zielinski, aos 78.

O Crotone venceu a Udinese, por 1-0, com um golo do sueco Marcus Rohdén, aos 18 minutos, que permitiu ao atual 18.º classificado, agora com 31 pontos -- a um do Empoli (17.º) e a dois do Génova (16.º) -, lutar ainda pela permanência nos dois jogos que faltam.

O Cagliari, do português Bruno Alves, venceu em o Empoli, por 3-2, numa partida em que esteve a vencer por 3-0, com golos de Marco Sau, aos 07 minutos, e do brasileiro Diego Farias, aos 17 e 45, mas em que deixou o adversário reduzir, na segunda parte, pelo esloveno Miha Zajc, aos 79, e Massimo Maccarone, aos 84.

No meio da tabela classificativa, a Sampdoria, do português Bruno Fernandes, não foi além de um empate a 1-1 na receção ao Chievo. A Sampdoria, 10.ª classificada, chegou à vantagem por Fabio Quaglianella, aos 11 minutos, e o Chievo, 14.º posicionado, empatou por Roberto Inglese, aos 46.

O já condenado Palermo, 19.º classificado com 23 pontos e sem hipóteses de alcançar a linha da permanência, venceu por 1-0 o Génova (16.º com 33 pontos), do português Miguel Veloso, que fica com duas finais por disputar para evitar a despromoção.

O Bolonha, 15.º classificado com 41 pontos, venceu em casa o lanterna-vermelha e já virtualmente despromovido Pescara, por 3-1, com golos de Mattia Destro, aos 08 e 90+1 minutos, e Federico di Francesco, aos 48. O Palermo ainda empatou pelo francês Jean-Christophe Bahebeck, aos 24 minutos.

Lusa

  • Younes Abouyaaqoub, o homem mais procurado de Espanha
    1:53
  • Vila de Gavião viu-se cercada pelas chamas
    2:17
  • Costa desafia PSD para pacto depois das autárquicas
    1:14
  • "Trump, deixe-me ajudá-lo a escrever o discurso"
    0:47

    Mundo

    Arnold Schwarzenegger diz que Donald Trump tem o dever moral de se opor ao ódio e ao racismo. Num vídeo publicado nas redes sociais, o ator norte-americano e antigo governador da Califórnia encenou o discurso que Donald Trump devia ter. 

  • Hino da SIC tocado pela viola beiroa
    2:22