sicnot

Perfil

Desporto

Ederson convocado para particulares com Argentina e Austrália

Michael Probst

O guarda-redes Ederson, do Benfica, foi esta sexta-feira convocado para a seleção do Brasil para os jogos particulares com Argentina e Austrália, em junho, sendo o único dos futebolistas eleitos que alinha em Portugal.

Ederson voltou a ser chamado por Tite que entre os 24 convocados chamou o defesa Jemerson, treinado por Leonardo Jardim nos franceses do Mónaco, e o avançado Taison, orientado por Paulo Fonseca nos ucranianos do Shakhtar Donetsk, ambos campeões nacionais.

Os desafios frente à Argentina e Austrália, respetivamente em 09 e 13 de junho, serão disputados em Melbourne.

O Brasil foi a primeira seleção a apurar-se para o Mundial2018 da Rússia, liderando folgadamente a zona sul-americana com 33 pontos em 14 jogos, mais nove pontos do que a Colômbia e 10 do que Uruguai e Chile, enquanto a Argentina está a 11, sem a qualificação garantida.

Lusa

  • Patinadora enfrenta "pesadelo" nos Olímpicos

    Desporto

    A patinadora Gabriella Papadakis enfrentou na segunda-feira um dos "piores pesadelos" da sua vida, durante a estreia nos Jogos Olímpicos de Inverno, em Pyeongchang, na Coreia do Sul. Durante a apresentação, a parte de cima do vestido da francesa saiu do lugar e revelou parte do seu seio. Mas este não foi o único caso de incidentes com figurinos. Também a sul-coreana Yura Min quase ficou despida durante a sua apresentação.

    SIC

  • O vestido de Jennifer Lawrence que está a dar que falar

    Cultura

    Jennifer Lawrence escolheu um vestido arrojado para usar na sessão fotografia do próximo filme e a internet reagiu. Muitas foram as críticas feitas, que davam conta de uma roupa "demasiado reveladora" para o frio que se fazia sentir em Londres. Mas Jennifer Lawrence não deixou passar, criticando os comentários "sexistas" e "nada feministas".

    SIC

  • Proposta criação de 77 mil empregos através de uma descida da TSU
    1:23
  • Governo enfrenta vaga de contestação
    2:35

    Economia

    O Governo enfrenta uma onda de contestação. Guardas prisionais, procuradores, professores, médicos e enfermeiros descontentes ameaçam com greves nos diferentes setores, já nos meses de março e abril.

  • 296 mortos em 2 dias de bombardeamentos em Ghouta Oriental
    2:16
  • Tiroteio na Florida foi o 18.º registado em meio escolar nos EUA desde janeiro
    1:25